domingo, 23 de julho de 2017

Casemiro acerta no tempo normal, erra nos pênaltis, e Real cai diante do United

(Foto: Reuters)


Em seu primeiro compromisso após o título da Liga dos Campeões, o Real Madrid foi derrotado nos pênaltis pelo Manchester United, em amistoso que serviu de prévia da decisão da Supercopa da Europa. Um brasileiro saiu do banco para ser o fiel da balança. No tempo normal, Casemiro fez de pênalti o gol que determinou o empate em 1 a 1 – Lingard abrira o placar para os Diabos Vermelhos. Só que, em uma disputa na qual os jogadores desperdiçaram sete das 10 cobranças, o volante da Seleção carimbou o travessão na última tentativa e determinou a vitória inglesa.

Em um amistoso que colocou frente a frente os campeões da Liga dos Campeões e da Liga Europa, o jogo ficou muito aquém das expectativas. Foram só duas chances no primeiro tempo: um chute de Andreas Pereira no início e o gol de Lingard aos 44 após grande jogada de Martial. Com dois times novos na etapa final, o jogo não melhorou, mas o Real cresceu e chegou à virada com o pênalti convertido por Casemiro aos 23. Poderia até ter virado, mas o time espanhol pecou na finalização. Nos pênaltis, Mkhitaryan e Blind acertaram para o United e apenas Quezada marcou para o Real: 2 a 1 e o triunfo.

O Real foi a campo com força quase máxima, com: Keylor Navas; Carvajal, Varane, Nacho e Marcelo; Kroos, Modric e Isco; Lucas Vazquez, Benzema e Bale. Na volta do intervalo, Zidane mudou o time todo e apenas Casemiro, dos considerados titulares, esteve na segunda etapa. Cristiano Ronaldo, de férias, ainda não se reapresentou ao grupo nos Estados Unidos. Theo Hernández também entrou na etapa final, fazendo sua estreia, e sofreu o pênalti do empate.

 Já o Manchester United entrou com um time misto, com: Romero; Fosu-Mensah, Bailly, Jones e Darmian; Carrick, Fellaini, Andreas Pereira e Martial; Ligard e Rashford. Só que Mourinho, a exemplo de Zidane, mudou o time quase todo no segundo tempo ao colocar suas principais forças, entre elas David de Gea, Lindelöf, Pogba, Lukaku, Blind, Ander Herrera e Mkhitaryan. Apenas Fellaini e Martial jogaram os 90 minutos. Curiosamente, o United viu o Real crescer na etapa final, apesar de estar com os reservas.  

O Real, que estreou neste domingo na pré-temporada, agora encara o Manchester City na quinta e depois faz o grande clássico com o Barcelona no próximo sábado. Já os Diabos Vermelhos encaram Messi, Neymar e companhia na quarta-feira. Real e United fazem a final da Supercopa da Europa dia 8 de agosto.

Globo Esporte