segunda-feira, 31 de julho de 2017

Com gol de Ribamar, Atlético-PR quebra jejum e derrota Vasco fora de casa

(Foto: Agência Estado)


Após nove jogos sem vitórias, foi no Raulino de Oliveira que o Atlético-PR quebrou o jejum. Nesta segunda-feira, o Rubro-Negro derrotou o Vasco por 1 a 0 pela 17ª rodada do Brasileirão. O gol decisivo foi do atacante Ribamar, aos 15 minutos do segundo tempo.

O jogador marcou o primeiro dele com a camisa do Furacão. Apesar do domínio de bola em quase toda a partida, restou ao Vasco lamentar o resultado. Foi a oitava derrota do time no campeonato.

A derrota não afetou a posição do Vasco na tabela. O Cruz-Maltino segue na oitava colocação, com 23 pontos. O resultado dá um alívio momentâneo para o Atlético-PR, que sobe duas posições. O Furacão fica em 14ª, com 20 pontos.

As duas equipes jogam na próxima quinta-feira. Pela 18ª rodada, o Vasco recebe mais uma vez no Raulino de Oliveira o Cruzeiro, às 20h (horário de Brasília. Na Arena da Baixada, o Atlético-PR enfrenta o Avaí, às 19h30.

Em um primeiro tempo sem grandes chances, o Vasco se aproveitou do domínio da bola. O time da casa segurou mais os passes e teve mais qualidade no toque. O Atlético-PR preferiu a postura defensiva, apesar de não ter muito trabalho para segurar o adversário. O Vasco chutou mais, mas os dois times tiveram apenas uma chance real de gol, sem levar mais perigo. O destaque ficou por conta da dureza das faltas: foram três cartões amarelos para o Cruz-Maltino e dois para o Furacão só na primeira parte do jogo.

A etapa complementar começou com as duas equipes mais ofensivas. Logo nos minutos iniciais, o Vasco deu tiros perigosos para o gol. Mas foi o Atlético-PR quem levou a melhor. Aos 15 minutos, Pablo puxou o ataque e tocou para Rossetto. O volante cruzou, Henrique furou e Ribamar empurrou para o fundo das redes, para decidir o placar no Raulino de Oliveira. O jogo subiu de ritmo, enquanto o Cruz-Maltino buscava o empate. O Vasco chutou até uma bola na trave no último lance do jogo, mas ficou por isso mesmo.

Globo Esporte