sábado, 15 de julho de 2017

Guiana Francesa contraria Fifa, escala Malouda e perde por W.O. na Copa Ouro

(Foto: Brendan Smialowski / AFP)


A Guiana Francesa bateu o pé e assumiu os riscos ao escalar Malouda no empate sem gols com a seleção de Honduras na última terça-feira, pela segunda rodada da primeira fase da Copa Ouro. Resultado: acabou sendo punida com derrota por W.O. - ou seja, pelo placar de 3 a 0 -, multa e suspensão de sua principal estrela.


Explica-se: nascido na Guiana Francesa, Malouda tem a cidadania francesa e, por isso, defendeu a França em 80 partidas oficiais. Pelo regulamento da Fifa, portanto, ele é proibido de defender qualquer outra seleção.

Só que em junho deste ano, ele jogou pela Guiana a Copa do Caribe, uma competição regida apenas pelas regras de elegibilidade da Concacaf. Aos 37 anos, o jogador ex-Lyon e Chelsea foi fundamental na campanha que terminou na inédita terceira colocação - e que deu o direito à equipe de disputar a Copa Ouro.

O problema é que a Copa Ouro segue o regulamento da Fifa. Ainda assim, Malouda foi convocado e integrado à delegação que está nos Estados Unidos, país-sede do torneio. Na primeira partida, derrota por 4 a 2 para o Canadá, ele não foi relacionado. Mas no empate em 0 a 0, ele foi titular e jogou todos os 90 minutos.

Nesta sexta-feira, a Concacaf emitiu um comunicado esmiuçando a punição à Guiana Francesa com base nas regras da Fifa. Eis a decisão:

Ficou declarado que a seleção de Guiana Francesa perdeu a partida disputada contra a seleção de Honduras no dia 11 de julho de 2017 com o resultado oficial de 3 a 0 a favor de Honduras.

A Liga de Futebol de Guiana Francesa foi multada com uma soma não divulgada.

O jogador Florent Malouda foi suspenso por duas partidas oficiais, nas quais não poderá estar no estádio.

A Copa Ouro continua nesta sexta-feira, com as partidas Costa Rica x Guiana Francesa (às 20h30 de Brasília) e Canadá x Honduras (ás 23h).

Globo Esporte