segunda-feira, 31 de julho de 2017

Marquinhos Xavier é o novo técnico da seleção brasileira de futsal

(Foto: Ulisses Castro/Divulgação)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


O técnico Marquinhos Xavier foi anunciado oficialmente como o novo treinador da seleção brasileira de futsal. O comandante do Carlos Barbosa foi cotado para o cargo na seleção, mas o convite ainda não havia sido oficializado. Xavier ainda continua como técnico da ACBF pelo menos até o fim da temporada.

Saiba mais


Após fim de parceria, CBFS encaminha acerto com Marquinhos Xavier para seleção de futsal

Futsal ganha espaço e se torna a mais nova “paixão brasileira” no esporte


O presidente da Carlos Barbosa, Fabiano Käfer. garantiu a permanência do técnico no clube, que disputa a Liga Futsal e a Liga Gaúcha de Futsal, até o fim da temporada. "Nós conversamos com o Marquinhos e a gente viu que não teria problema em conciliar o trabalho aqui e na Seleção. Nós temos dois profissionais aqui, que são o Edgar Baldasso [auxiliar técnico[ e o Alexandre Baldasso [preparador físico], que nos dão todo o suporte. No fim dessa temporada, nós vamos nos reunir e conversar novamente sobre como será na sequência, mas por enquanto, estamos pensando somente em 2017”, disse.


Marquinhos Xavier chega a seleção com status de campeão. Após passar seis anos no comando do Copagril, a ACBF contratou o treinador para as disputas estaduais e nacionais. Nas últimas 13 competições, a equipe disputou 12 finais e conquistou oito títulos, dentre eles a Liga Nacional de Futsal e a Taça Libertadores.

O técnico declara que ficou honrado com o convite e que esperar fazer um bom trabalho. "É a realização de um desejo. Uma recompensa de um esforço de anos de dedicação. Isso não está atrelado somente aos resultados, que nos últimos anos têm sido mais expressivos, em especial pelas conquistas que tive na ACBF. Ainda não sei a nível de resultado o que isso pode representar, mas acredito que a gente possa reaproximar a Seleção Brasileira das pessoas, dos clubes e dos profissionais".