segunda-feira, 24 de julho de 2017

São Paulo e Grêmio ficam no empate no Morumbi: resultado é ruim para os dois

(Foto: Marcos Ribolli)


São Paulo e Grêmio ficaram no empate por 1 a 1, na noite desta segunda-feira, no Morumbi. Resultado ruim para os dois lados. O Tricolor gaúcho perdeu a chance de encostar no Corinthians, líder da competição, e ficou oito pontos atrás - a diferença poderia ter caído para seis. Já o Tricolor paulista desperdiçou a oportunidade de deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O resultado levou o Tricolor paulista a 16 pontos, na antepenúltima colocação a tabela. O Atlético-PR, primeiro time fora do Z-4, soma 17. Já o Tricolor gaúcho ficou nos 32 e, além de não encostar no Timão, que tem 40, agora já observa a aproximação de Santos (30) e Flamengo (28).

O primeiro tempo foi de um time só. E acredite: não era aquele com mais posse de bola. O Tricolor paulista passou 60% do tempo com ela, mas quase não finalizou. O motivo? O Tricolor gaúcho "amassou" os donos da casa, com marcação pressão e proposta incisiva. Não à toa, roubou quase o triplo de bolas (14 a 5) e finalizou o dobro (4 a 2). Pedro Rocha abriu o marcador, aos 19. E o Grêmio só não ampliou, aos 42, porque Renan Ribeiro, em "homenagem" a Waldir Peres fez linda defesa em chute de Maicon.

Dorival tentou mudar o São Paulo com duas alterações no intervalo. Jucilei e Jonatan Gomez deram lugar a Cícero e Lucas Fernandes. Com isso, Cueva saiu do meio e foi para a esquerda. O gol de empate veio justamente por ali. O peruano enfiou para Edimar, que cortou a marcação de Ramiro e cruzou para Pratto. O argentino parou em Marcelo Grohe, mas Lucas Fernandes levou a melhor no rebote: 1 a 1. No fim da partida, os donos da casa ainda reclamaram de pênalti em cima de Gilberto.

Alguns torcedores do São Paulo fizeram uso de laser para tentar atrapalhar os atletas do Grêmio em campo. A prática continuou até mesmo depois do alerta no sistema de som.

Globo Esporte