quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Federação rejeita recurso e mantém suspensão de cinco jogos a CR7

(Foto: AP)


A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), através de seu Comitê de Apelação, negou nesta quarta-feira o recurso do Real Madrid por conta da expulsão de Cristiano Ronaldo diante do Barcelona, no último domingo, pela Supercopa da Espanha. Assim, está mantida a punição ao atacante português de suspensão automática para a partida de volta, que acontece ainda hoje, às 18h (de Brasília). Além disso, ele ficará impedido de atuar em outros quatro jogos pelo empurrão ao árbitro, que serão cumpridos no Campeonato Espanhol.

O juizado de competição da Espanha considerou que Cristiano Ronaldo infringiu o artigo 96 do regulamento, que previa de quatro a doze jogos de suspensão. Assim, ele pegou pena mínima por ter empurrado o árbitro antes de deixar o gramado. Além dos quatro jogos fora, que precisarão ser cumpridos no Campeonato Espanhol, o atacante terá que pagar uma multa de € 3.005 (cerca de R$ 11.270), e o Real sofreu uma sanção de € 1.400 (R$ 5.250).

Na partida, CR7 recebeu o primeiro cartão amarelo por tirar a camisa depois do gol marcado. O segundo foi mostrado ao astro após, na visão do juiz, simulação de pênalti na área do Barcelona. Insatisfeito com a expulsão, o camisa 7 do Real Madrid partiu para cima do árbitro, que registrou o episódio na súmula do clássico: "Depois de eu mostrar o cartão vermelho, o jogador me empurrou como um sinal de desconforto", escreveu De Burgos.

O campeão da Supercopa da Espanha será conhecido nesta quarta-feira, a partir das 18h (de Brasília), no Santiago Bernabéu. Com os três gols marcados fora de casa, o Real ficará com o título se empatar ou até se perder por 2 a 0 para o Barcelona em casa.

Globo Esporte