sexta-feira, 4 de agosto de 2017

São Paulo entra com representação na CBF contra juiz que apitou duelo com o Coxa

(Foto: Reprodução)


A diretoria do São Paulo entrou com uma representação na CBF para reclamar da atuação do juiz Péricles Bassols Cortez na partida da última quinta-feira, contra o Coritiba, que terminou com a vitória da equipe paranaense por 2 a 1. No entender dos cartolas tricolores, o árbitro teve influência no resultado, principalmente ao marcar um pênalti de Bruno em Rildo em lance ocorrido no início do segundo tempo.

A intenção é mostrar para a CBF indignação com o ocorrido no Morumbi. A diretoria do Tricolor entende que não podia ficar calada. A atitude foi decidida após uma reunião envolvendo toda o departamento de futebol, nesta sexta-feira.

O diretor de futebol Vinicius Pinotti já havia manifestado a insatisfação do clube com as decisões do juiz logo após a partida, assim como o volante Petros.

– Não foi pênalti, o Rildo se projetou para frente. Desde o primeiro minuto ele segurou o jogo, teve pouquíssimo tempo de bola rolando. Dentro de casa, foi vergonhosa (a arbitragem). Teve um cartão para um que era para outro. Saímos indignados – afirmou o cartola são-paulino.

A derrota para o Coritiba fez o São Paulo voltar para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A equipe ocupa a 17ª colocação, com 19 pontos, um a menos do que o Bahia, o primeiro time fora do grupo dos piores da competição e justamente o próximo adversário dos paulistas, no domingo, em Salvador.

Veja as informações do São Paulo para o jogo contra o Bahia:

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador 
Data e horário: domingo, 16h (de Brasília) 
Provável escalação: Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Militão (Lugano) e Edimar; Jucilei e Petros; Marcinho (Marcos Guilherme), Hernanes e Cueva; Lucas Pratto 
Desfalques: Rodrigo Caio (suspenso); Wellington Nem (passará por cirurgia no joelho direito); Maicosuel (aprimora a forma física); Júnior Tavares (edema na coxa direita); Lucas Fernandes (estiramento na coxa esquerda); Morato (cirurgia no joelho, só volta em 2018); Denis (tendinite no ombro esquerdo) 
Pendurados: Bruno, Júnior Tavares, Petros, Cícero, Cueva e Lucas Pratto 
Arbitragem: João Batista de Arruda (RJ), auxiliado por Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ) 

Globo Esporte