quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Vagner Mancini se desculpa com Corinthians e repórter ao chamá-lo de 'babaca'

(Foto: Agência Estado)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


O técnico do Vitória, Vagner Mancini, se desculpou com o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, e com o repórter Felipe Garraffa, da Rádio Bandeirantes, após ter um áudio enviado a amigos vazado do aplicativo WhatsApp, onde diz ter exaltado o fato de ter dado "uma patada num jornalista corintiano babaca".

A polêmica começou após Mancini ter uma discussão acalorada com Garraffa na coletiva de imprensa após a partida entre Corinthians e Vitória, onde o treinador questionou os números apresentados pelo jornalista e colocou em dúvida o trabalho do profissional da imprensa.

No contato feito com o Corinthians, o treinador do clube baiano se desculpa por ter ofendido o time paulista e seus torcedores após o vazamento do áudio. Segundo Mancini, a mensagem vazada acabou tirada de contexto.

Para Garraffa, Mancini se desculpou pelo conteúdo da gravação, mas reitera que não concordava com a pergunta feita pelo jornalista na entrevista. Confira a nota oficial emitida pelo técnico natural de Ribeirão Preto (SP):

Diante da repercussão causada pela publicação de um áudio, gostaria de pedir desculpas publicamente.

A todos da torcida do Corinthians, saibam que meu sentimento sempre foi e será de máximo respeito. Por isso, liguei para o presidente do clube, Roberto de Andrade. Esclareci o fato e pedi desculpas se ofendi a instituição e a torcida. Em momento algum quis insultar o Corinthians e seus torcedores.

A partida de sábado foi histórica para mim e para o Vitória, pela campanha invicta e pela grandeza do Corinthians. Motivos para compartilhar essa conquista entre amigos (alguns corintianos) em tom de desconcentração e provocação sadia, mas, novamente, sem qualquer intenção de ofender. Infelizmente, esse momento entre amigos numa rede social, que é extremamente comum entre os profissionais do futebol, tornou-se público, fora de contexto.

Tanto fiz questão de ligar para o jornalista Felipe Garraffa e me desculpar pelo que foi dito no áudio vazado. Respeito muito o trabalho da imprensa. Errar é o do jogo. Acredito que ele errou ao me indagar com informações equivocadas, e eu errei no modo como me referi ao jornalista no áudio. Espero que o Garraffa siga uma bela carreira no jornalismo, profissão tão relevante no país.

Sobre minha postura e meu trabalho, gostaria de enfatizar que procuro fazer com enorme comprometimento e respeito a todos, apesar de todas as dificuldades que a realidade nos impõe. E, quando ganhamos, gostaria ao menos que o trabalho não fosse desvalorizado, pois a luta diária é grande e a cobrança que o futebol nos traz é pesada.