sábado, 2 de setembro de 2017

Com os titulares, Atlético-MG se impõe, elimina o Paraná e é finalista da Primeira Liga

(Foto: Agência Estado)


O Atlético-MG está na final da Primeira Liga. Na noite deste sábado, no Independência, o time titular do Galo se impôs e venceu o Paraná por 1 a 0. O resultado podia ser mais amplo, já que o time mineiro foi dono das ações durante quase toda a partida e teve muitas chances para marcar, mas acabou pecando no último passe ou na finalização. O gol da vitória foi marcado por Elias, que acertou uma linda finalização, ainda no primeiro tempo, completando jogada de Luan.


O primeiro tempo foi muito movimentado e agradável. O Atlético-MG tomou a iniciativa logo nos primeiros minutos e demonstrou muita intensidade. Chegou perto de marcar com Luan e Robinho, mas pecou nas finalizações. No primeiro momento, o Paraná até conseguiu equilibrar bem a partida. Ia ao ataque com muitos jogadores e deu certo trabalho à defesa atleticana. O lance paranista de maior perigo foi aos 17, com um cabeceio de Brock na trave de Victor. Mas o equilíbrio não durou muito tempo.

Aos 28, após belíssima jogada de Luan pela direita, Elias marcou um golaço, com uma finalização perfeita, no ângulo, da entrada da área, e colocou o Galo na frente. Depois disso, as boas chances foram todas do Alvinegro, que não conseguiu ampliar. Além do lado direito funcionando muito bem com Marcos Rocha e Luan, Robinho também foi destaque, exigindo, inclusive, uma grande defesa de Richard. O 1 a 0 ficou barato.

Os dois times voltaram para o segundo tempo com as mesmas escalações, mas com posturas um pouco diferentes. Pelo lado do Atlético-MG, um pouco mais de cadência, já que o resultado era positivo e, em campo, o adversário pouco ameaçava. O Paraná tentou sair para o ataque com mais jogadores e um ímpeto um pouco maior, mas não conseguiu o resultado que queria e acabou abrindo alguns espaços para o Galo contra-atacar.

O time da casa continuou superior na partida e dono das ações. Matheus Costa fez alterações e tentou colocar o time ainda mais para frente. Rogério Micale também mexeu, mas manteve o esquema tático até o fim. O resultado se manteve muito em função dos gols perdidos por Fred e Rafael Moura, que tiveram uma chance clara cada e perderam gols que não costumam perder. Por muita sorte e "intervenção de santo" não fizeram falta. Aos 47 do segundo tempo, João Pedro cobrou falta no travessão. Na sequência, Victor fez um milagre e evitou o gol de empate.

O Galo, agora, espera o adversário na decisão. Ele sairá da partida deste domingo, entre Londrina e Cruzeiro, no Estádio do Café. O time paranaense, a exemplo do que vem fazendo em toda a competição, vai jogar com o que tem de melhor. A Raposa, por sua vez, vai escalar um time reserva, já que concentra as atenções na final da Copa do Brasil. Se o time mineiro for vencedor, a final da Primeira Liga será com um clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. De qualquer forma, o Galo será visitante na decisão, já que Londrina e Cruzeiro fizeram campanhas melhores na fase de grupos da Primeira Liga.

Volante, mas artilheiro. Elias marcou mais um gol pelo Atlético-MG. Foi o 11ª tento do jogador nesta temporada.

O próximo adversário do Atlético-MG é o Palmeiras, no próximo sábado, no Independência, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Paraná duela com o Goiás, nesta quarta-feira, no Serra Dourada, pela mesma rodada só que da Série B do Brasileirão.