terça-feira, 12 de setembro de 2017

Com um erro de arbitragem para cada lado, Boa e Guarani se frustram com empate

(Foto: Reprodução)


Boa Esporte e Guarani começaram e provavelmente vão terminar a 24ª rodada juntos no meio da tabela da Série B. Em partida marcada por erros de arbitragem, um para cada lado, os times empataram por 2 a 2 nesta terça-feira, em Varginha, pela continuação do Campeonato Brasileiro - Rodolfo marcou os dois do time mineiro, enquanto Fumagalli e Ruan (contra) fizeram para o Bugre. O resultado mantém as equipes longe do G-4, da zona de rebaixamento e do sonho de disputar a elite nacional em 2018.

A arbitragem comandada pelo paranaense Rafael Traci cometeu erros que influenciaram no placar da partida. Primeiro ao marcar um pênalti a favor do Guarani, em toque de Ruan sobre Rafael Silva (os jogadores do time mineiro reclamaram bastante). Depois, ao validar o segundo gol do Boa, que garantiu o empate. Ruan estava em posição de impedimento antes de dar a assistência para Rodolfo. 

Ambos os times sobem para 33 pontos, em 10º (Guarani) e 11º (Boa), respectivamente. O Bugre leva pequena vantagem por ter vencido um jogo a mais: nove a oito. Com a rodada inteira pela frente, as equipes ficam ameaçadas pelo resultado de Brasil de Pelotas e CRB, que se enfrentam no sábado, em Pelotas. Um deles pode ultrapassá-los na tabela de classificação.

As equipes ficam sem jogar até a próxima semana. O Guarani vai a campo na terça-feira, às 21h30, contra o Paraná, no Brinco de Ouro, em Campinas. Já o Boa Esporte joga na sexta, às 19h15, contra o Juventude, em Caxias do Sul. São ambos confrontos diretos na disputa pelas primeiras colocações da Série B.

Boa e Guarani fizeram um início de jogo truncado, sem tantas chances. O time visitante chegou perto em jogada de Rafael Silva, mas Fabrício fez boa defesa para evitar. Quem teve mais sorte foi Rodolfo, ao acertar um chute no ângulo esquerdo de Vagner e abrir o placar no Melão. A equipe da casa, em vantagem, só administrou a posse de bola até ir para o intervalo.

A postura do Guarani foi outra na etapa final. Em pênalti polêmico, Fumagalli empatou o jogo e deu tranquilidade ao time, que passou a se soltar mais e levar perigo. Assim saiu o gol da virada, em jogada do mesmo Fumagalli para Rafael Silva, que Ruan marcou contra. O time paulista cansou e deu campo para o Boa, que pressionou nos minutos finais até empatar, em novo lance polêmico.

Globo Esporte