segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Confusão entre torcida e jogadores marca passagem do Botafogo-SP por Tombos, MG

Neneca seria um dos alvos da torcida e acusado de "corpo mole" contra o Tombense (Foto: Luís Augusto/Agência Botafogo)


Por Redação Blog do Esporte


A derrota para o Tombense por 2 a 1 no sábado (2) foi marcada por confusão entre torcida e jogadores do Botafogo-SP. Os ânimos ficaram exaltados e torcedores e jogadores protagonizam uma troca de xingamentos e bate-boca.

Um grupo de quatro torcedores viajou até Tombos (MG) para acompanhar a partida. No entanto, ao analisar o que ocorria no gramado, um desses torcedores cobrou uma atitude mais positiva dos atletas, que revidaram com xingamentos e ameaças

Em depoimento para o jornalista Nando Medeiros, da Rádio 79, o advogado Alexandre Martinez relatou todo o episódio na cidade mineira.

"Quando o Neneca tomou o gol, a gente estava atrás daquele gol, o Zé disse para o Neneca, "Não faz isso não cara!" Neste momento o goleiro mandou o Zé tomar no ** e ficou xingando o Zé. O Francis passou e o Zé perguntou pra ele assim, "O que aconteceu com você Francis? Desaprendeu a jogar meu? Está tudo bem com você? Ele veio pra cima e assim começou a confusão. O Neneca veio pra cima, o Samuel veio pra cima e o Alex Gonçalves jogou uma garrafa de água no Zé Arcencio que o ensopou. Foi tão constrangedora a cena que os seguranças e a PM de Tombos, ficaram sem reação! Isso tudo durante o primeiro tempo. Quando acabou o jogo tivemos que seguir por um caminho que tinha que passar por cima do vestiário, aí o neneca começou a xingar o Zé, ele ficou louco e começou a xingar também, nisso veio toda a patota, Samuel, Francis e mais vários chamando agente pro pau, só q não saíram de lá de dentro. Ficamos tão transtornados que fizemos a viagem de volta em tempo recorde. Queríamos chegar logo em casa. O Zé Arcencio chorou como criança de tanta humilhação! Ele paga Botafanáticos desde que foi criado, sempre pagou cadeira cativa, é um senhor de 60 anos e acompanha o time há 53 anos. Ninguém tem o direito de desrespeitar um torcedor, quanto mais um torcedor como o Zé!", disse o advogado.

Após o final do jogo, apenas o jogador Alex Gonçalves deu entrevista coletiva para a imprensa. "Agora é ver o que tem que fazer essa semana e colocar os pés no chão. Lutamos até o final. Tivemos a classificação na mão e deixamos passar", disse. No entanto, nada sobre a confusão foi comentada pelo jogador.

Também na coletiva, o técnico Vica citou os descuidos defensivos do time e aceitou a derrota fora de casa. "A proposta era jogar com três atacantes, atacar, agredir, tentamos fazer um jogo equilibrado. Mas no futebol, se bobear um segundo, perde o jogo. Perdemos nos descuidos, pagamos caro. Não teve disparidade, o jogo foi igual, mas erramos mais do que eles", disse o treinador.

Os jogadores têm folga nesta segunda-feira e retornam ao trabalho na terça. O próximo confronto é contra o Ypiranga-RS, no sábado (9), às 17h30 em casa.