domingo, 17 de setembro de 2017

Dorival fica satisfeito com vitória, mas diz: "São Paulo não pode mais errar"

(Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net)


O São Paulo teve uma boa atuação na tarde deste domingo e bateu o Vitória, seu concorrente direto na parte de baixo da classificação. Mesmo assim, o triunfo por 2 a 1 em Salvador não o tira da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, como advertiu o técnico Dorival Júnior, ainda que feliz com o resultado e o desempenho de seu time.


– Estamos no caminho. É muito cedo ainda para dizer que as coisas viraram. Temos que continuar o trabalho. Continuo achando que a equipe está evoluindo. É natural que, quando os resultados não acontecem, não se consiga notar a evolução – iniciou.

– Fico muito satisfeito com o que eu vi hoje. Foi, sim, um resultado importante, mas apenas uma boa vitória, nada além disso. Temos que voltar a visar a partida seguinte. Não temos mais como errar no campeonato. Estamos com passivo muito alto – comentou o treinador, a uma semana do duelo contra o líder Corinthians, no Morumbi.

O resultado passou pelos pés de Cueva. O peruano, que entrou no intervalo, deu uma assistência para Éder Militão e fez um gol olímpico. O Vitória até diminuiu, mas não a tempo de buscar o empate.

Com os resultados até aqui, o São Paulo saltou da vice-lanterna para o 17º lugar, agora com 27 pontos ganhos. Na pior das hipóteses, ao final da 24ª rodada, a diferença para o primeiro time fora da zona de rebaixamento será de um ponto. Nada que permita Dorival se entusiasmar em exagero, até pela lição da queda de produção depois daquela que era a única vitória até então fora de casa, diante do Botafogo.

– Não posso ter outra postura, ainda estamos na zona de rebaixamento. Vejo agora uma equipe mais consciente. Vamos trabalhar muito por um grande resultado. Sinto os jogadores muito mais confiantes e interessados com o momento do clube – avaliou, ao mesmo tempo em que tratou de tirar o peso do clássico do próximo fim de semana.

– Uma vitória não nos deixará tranquilos, nem uma derrota nos deixará em desespero. Temos que pontuar sempre. O que podia errar, acabou já errando dentro da competição. Temos que ter essa consciência. O espírito que vi hoje é um sinal muito claro de que alguma coisa está começando a mudar.

Globo Esporte