quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Iniesta nega ter princípio de acordo para renovar com o Barcelona

(Foto: EFE/Gian Ehrenzeller)


A pressão segue grande em torno do presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu. Depois de afirmar na terça-feira ao jornal "Mundo Deportivo" que teria um princípio de acordo para renovar com Iniesta, o dirigente foi desmentido pelo próprio jogador nesta quarta, que negou a informação aos jornalistas em sua chegada ao aeroporto El Part, na cidade catalã.

Assim, a especulação em torno de uma saída de Iniesta, que tem contrato até junho de 2018, começa a crescer. Também na terça, o "Tuttosport", da Itália, afirmou que a Juventus quer contar com o jogador após o fim de seu vínculo e torná-lo um "novo Pirlo" na equipe. Aos 33 anos, o meia espanhol não é mais tão absoluto na equipe catalã, mas ainda tem prestígio diante da diretoria e da torcida.

No lado do Barcelona, ainda há enorme expectativa para conseguir a renovação com Iniesta, até para diminuir a crescente pressão sobre a diretoria após a temporada abaixo do esperado em 2016/17 e saída de Neymar para o Paris Saint-Germain na última janela de transferências. A ideia é fazer um acordo vitalício com o meio-campista e renovar seu contrato ano a ano. Porém, de acordo com a rádio Cadena SER, o jogador estaria insatisfeito com uma cláusula de que teria que atuar em 60% das partidas e gostaria de um bônus financeiro a cada renovação, prática adotada por alguns companheiros no Barça.

Globo Esporte