quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Ponto de Opinião: Árbitro de vídeo, por enquanto, é ‘ilusão’ no Campeonato Brasileiro

(Foto: Reprodução)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


O que foi prometido na última rodada do Campeonato Brasileiro, no fim de semana, não aconteceu. As polêmicas em relação aos gols irregulares e impedimentos mal assinalados forçou a CBF a solicitar o árbitro de vídeo para o nacional. No entanto, a tecnologia não apareceu em nenhum jogo.

O pedido ocorreu após a vitória do Corinthians por 1 a 0 em cima no Vasco, no dia 17 de setembro, quando Jô colocou a mão na bola para empurrá-la para o gol. Ironicamente, na rodada seguinte, o São Paulo reclamou de diversas marcações – e a falta delas – no clássico contra o alvinegro de Itaquera, no Morumbi. Entretanto, o árbitro de vídeo não estava em campo em nenhuma das partidas da 24ª rodada.

No site da CBF é possível acompanhar uma reportagem dessa terça-feira (26), onde os participantes continuaram sua capacitação para conhecer o uso do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR). O que parece é que nenhum árbitro ou assistente está apto a utilizá-lo, mas a CBF mostra “pressa” em concluir os cursos de capacitação.

O sentimento é de amadorismo. Enquanto o Brasileiro é marcado por polêmicas, a CBF caminha a passos lentos para a modernização. Ou quer aumentar as polêmicas ou não se esforça o suficiente para aplicar e aceitar a tecnologia no futebol brasileiro. É lamentável como ainda vivemos de antiguidades e precariedades no futebol pentacampeão.

Enquanto tecnologia não é aplicada, árbitros recebem treinamentos (Foto: Rafael Bertanha / Futura Press)