sábado, 30 de setembro de 2017

Santos vence na Arena, mantém caça ao Corinthians e complica sonho do Palmeiras

(Foto: Reprodução)


O Santos venceu pela primeira vez na nova arena do Palmeiras na noite deste sábado, por 1 a 0, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um gol de Ricardo Oliveira, o Peixe desbanca o rival e desponta como principal perseguidor ao líder Corinthians nesta reta final do Campeonato Brasileiro.

O primeiro tempo foi do Santos, o segundo foi do Palmeiras, e quem ganhou o jogo foi o Peixe, num vacilo do rival. Com o gramado mais encharcado, o Alvinegro soube se defender e sair nos contra-ataques. A melhor chance na primeira etapa foi de Ricardo Oliveira. Prass pegou. No segundo tempo, só deu Verdão. As chances de gol foram saindo, uma atrás da outra. Deyverson e Dudu perderam a mais clara: ambos furaram cruzamento rasteiro de Moisés, aos 22. Oito minutos depois, veio o castigo palmeirense, com o gol de Ricardo Oliveira.

Quando o Palmeiras estava (muito) melhor, veio o baque. Aos 30 minutos do segundo tempo, Guerra perdeu a bola para Jean Mota (houve reclamação de falta). Na sequência da jogada, Bruno Henrique teve calma e espaço para cruzar para Ricardo Oliveira, sozinho na pequena área, marcar de cabeça.

Com o resultado, o Santos foi a 47 pontos e agora seca o Corinthians, que tem 54 e enfrenta o Cruzeiro neste domingo, em Belo Horizonte. O Palmeiras estaciona nos 43, em quarto, atrás do Grêmio, que também tem 43 e pega o Fluminense em casa, neste domingo.

O Santos se reencontrou principalmente porque teve qualidade no passe nas saídas. Isso se deve muito ao fato de Matheus Jesus ter estreado bem como titular. Encorpou o meio-campo, que abandonou os chutões e procurou o jogo pelo chão, mesmo num gramado encharcado. No primeiro tempo, foi superior ao adversário, finalizando mais e criando mais chances reais de gol. No segundo, quando foi pressionado, o Peixe soube se segurar graças, principalmente, à grande atuação de Lucas Veríssimo e foi incisivo ao aproveitar vacilo do Palmeiras para marcar o gol da partida.

O Palmeiras foi melhor do que o Santos na maior parte do jogo, especialmente no segundo tempo. Criou chances. Teve mais posse de bola. E perdeu num de seus raros vacilos na partida inteira: aos 30 minutos do segundo tempo, Guerra foi desarmado por Jean Mota (houve reclamação de falta), e a bola sobrou para Ricardo Oliveira marcar de cabeça na sequência do lance. O problema do Verdão foram as finalizações, principalmente com Deyverson. As chances foram criadas, mas Vanderlei nem precisou trabalhar tanto - não fez uma defesa considerada difícil o jogo todo.

O Campeonato Brasileiro terá uma pausa de dez dias para a disputa das duas últimas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. O próximo jogo do Palmeiras será no feriado do dia 12, contra o Bahia, no Pacaembu. O Santos joga no mesmo dia, contra a Ponte Preta, em Campinas.

Globo Esporte