quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Chelsea e Roma ficam no empate em jogão com golaços de David Luiz e Dzeko

(Foto: Getty Images)


Chelsea e Roma fizeram um jogão nesta quarta-feira cheio de reviravoltas no qual ambos mereciam sair com os três pontos. No fim das contas, o empate em 3 a 3 em Londres, que deixa a briga no Grupo C aberta, acabou sendo o mais justo. Também não faltaram golaços e grandes personagens: David Luiz abriu a conta com um baita chute de fora da área, e Dzeko respondeu com uma pintura para empatar após os anfitriões abrirem 2 a 0 - além de ter virado a partida, de cabeça (Kolarov anotou o primeiro dos italianos). Grande nome do duelo ao lado do bósnio, Hazard balançou as redes duas vezes e, no final das contas, evitou uma dura derrota para os ingleses.

Chelsea e Roma fecham o primeiro turno da fase de grupos na zona de classificação para as oitavas de final. Os ingleses, até o início da rodada com 100% de aproveitamento, lideram com sete pontos. Os italianos aparecem em seguida, com cinco, e foram beneficiados com o tropeço de mais cedo do Atlético de Madrid. Os espanhóis só empataram com o lanterna Qarabag e, com apenas dois pontos na terceira colocação, estão em situação complicada na tabela.

A Roma começou melhor, mas o Chelsea rapidamente reagiu e chegou ao primeiro gol com um belo chute de David Luiz ainda no início do jogo, sem chances para Alisson. Um contra-ataque de Hazard com Morata levou o time da casa ao segundo, mas Kolarov fez grande jogada individual para diminuir ainda na primeira etapa.

E a Roma voltou melhor para a etapa final. Não à toa chegou ao empate com um lindo chute no ar de Dzeko, de primeira, ao ser lançado do meio de campo (em detalhe, na foto). Ele ainda levou o time italiano à virada minutos depois ao mandar, de cabeça, cruzamento de Kolarov para o fundo das redes. Só que aí apareceu Hazard para, também, pelo alto, deixar tudo igual.

Ao todo, seis brasileiros jogaram a partida no Stamford Bridge, cinco deles como titulares. E, atuando como volante, David foi um dos grandes nomes do jogo durante os 57 minutos em que esteve em campo, não só pelo belo gol que abriu o marcador. Destaque também para a atuação de Alisson, sem culpa pelos gols sofridos da Roma. Bruno Peres, Juan Jesus, Gerson e Willian (esse o único saindo do banco, pelo Chelsea) foram os outro quatro em campo.

Brilhou a estrela do bósnio em seu jogo de número 100 com a camisa da Roma. Um dos 30 finalistas à Bola de Ouro deste ano, o atacante, artilheiro do último Italiano com 29 gols, balançou as redes pela terceira vez nesta edição da Liga dos Campeões. Ele e Kolarov foram fundamentais para o importante ponto conquistado fora de casa

Globo Esporte