segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Com missão de seguir na Série A, Gilson Kleina acerta com a Chapecoense

(Foto: Marcos Ribolli)


Gilson Kleina é novo treinador da Chapecoense. Com a derrota para o Flamengo e a proximidade da zona de rebaixamento, o clube voltou ao mercado em busca de um nome de peso para o lugar do interino Emerson Cris. As negociações tiveram início durante a madrugada e foram concluídas no início da tarde desta segunda-feira. O ex-comandante da Ponte Preta chega acompanhado dos auxiliares Juninho e Fabiano Xhá e assina contrato até o fim de 2018.


O desejo da diretoria da Chape por Kleina é antigo. Após a derrota para o Avaí, pela 22ª, quando Vinicius Eutrópio ainda era o comandante, o clube buscou informações sobre a situação do treinador na Ponte Preta. Na ocasião, tudo não passou de sondagem. Quando Eutrópio foi demitido, Kleina ainda estava na Macaca e a diretoria optou por dar fôlego para Emerson Cris.

O interino, por sinal, seguirá no clube independentemente da chegada de um novo treinador. Auxiliar da comissão técnica permanente, ele comandará a atividade da tarde desta segunda-feira no centro de treinamento da Água Amarela visando o duelo com o Atlético-MG, quarta, no Independência. Com 32 pontos e nove vitórias, a Chape segue fora da zona do rebaixamento, mas no limite, na frente de Ponte Preta, Avaí, Coritiba e Atlético-GO.

O novo treinador da Chapecoense está em Curitiba, onde passa por uma bateria de exames. O clube ainda não decidiu se Kleina se apresentará em Chapecó ou se irá direto para Belo Horizonte, onde o Verdão enfrenta o Atlético-MG, na próxima quarta-feira.

Globo Esporte