segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Jogadores do Bayern treinavam escondidos de Ancelotti, afirma revista

 (Foto: Reuters)


A demissão de Carlo Ancelotti do comando do Bayern de Munique na última quinta-feira continua rendendo assunto na Alemanha. Nesta segunda, a revista "Kicker" noticia que boa parte do elenco, incluindo os jogadores mais experientes, estavam descontentes com a baixa carga de treinos imposta pela antiga comissão técnica. Alguns deles estariam até treinando escondidos do comandante italiano em horários e locais alternativos.

A insatisfação com a carga de treinos não seria algo recente e vinha desde a última temporada, quando o Bayern foi campeão alemão com 15 pontos de vantagem. Líderes do grupo, como Neuer, Müller e Boateng teriam reclamado com o diretor Karl-Heinz Rummenigge dos métodos do preparador físico Giovanni Mauri, que só promovia três minutos de aquecimento, por exemplo.

O jornal afirma ainda que Robben teria dito que os treinos de seu filho Luka, de nove anos, na equipe infantil, seria mais pesado do que o dos profissionais do clube. Outro ponto de insatisfação dos atletas seria o grau de proximidade de Ancelotti com James Rodriguez e Thiago Alcântara, que costumavam fazer as refeições juntos com o técnico. Parte do elenco entendia que essa amizade influenciava nas escalações do time titular.

Globo Esporte