terça-feira, 17 de outubro de 2017

Mano conversa com Cruzeiro, projeto agrada, e resposta definitiva sai na quinta

 (Foto: Agência I7)


Antes da viagem para Curitiba, no meio da tarde desta terça-feira, o técnico Mano Menezes esteve em contato com a nova diretoria do Cruzeiro, que irá assumir o clube em 1º de janeiro. Em conversa com o GloboEsporte.com, o futuro presidente do clube, Wágner Pires de Sá, disse que a resposta inicial foi muito positiva, que o acerto não passa pela parte financeira e que a resposta se o treinador continua sairá na próxima quinta-feira.

O próximo presidente do Cruzeiro explicou que Mano gostou do projeto apresentado, mas não entrou em detalhes sobre o que foi oferecido ao treinador. Esteve no encontro também Itair Machado, que irá assumir a vice-presidência de futebol. A resposta definitiva sairá na quinta-feira, quando o time terá folga, após a partida contra o Coritiba, no Couto Pereira, e o treinador tempo livre para resolver a situação.

- Ele gostou muito do projeto, então as conversas preliminares são excelentes, considerando todas as situações, que o Cruzeiro é um clube vencedor, tem disputas importantes na próxima temporada pela frente, o trabalho que vem sendo feito e o trabalho que nós vamos apresentar para o departamento de futebol. Mano é um homem muito sério e ético, então vamos aguardar na quinta-feira.

Segundo Wagner Pires, a renovação com o Cruzeiro não passa pela parte financeira, mas é certo que o clube mineiro irá oferecer uma valorização salarial para o treinador, após a conquista da Copa do Brasil e a boa campanha no Brasileiro.

- Na quinta-feira, nós continuamos a conversa, porque o Cruzeiro joga agora em Curitiba e tem viagem agora. Mas, agora, não tem valores financeiros no meio, não tem nada, é uma questão dos projetos. Vamos estudar os projetos em conjunto. Ele dará, na quinta-feira, a palavra final. O problema dele não é financeiro. Problema financeiro com ele não existe. Quinta-feira, oficialmente, a gente conversa.

Na última segunda-feira, Wagner Pires pregava cautela quanto à primeira conversa com Mano, mas estava confiante em manter o treinador. O contrato de Mano termina em 31 de dezembro e teme-se, dentro do clube, a ofensiva de outras equipes brasileiras, principalmente o Palmeiras, que demitiu o técnico Cuca na semana passada. Por isso, a diretoria trabalha para acertar a situação e avançar no planejamento para 2018, quando o clube mineiro irá disputar a Libertadores.

Globo Esporte