quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Na mira da Mercedes, Max pede que RBR antecipe lançamento do carro de 2018

(Foto: Reprodução)


Grande destaque no último final de semana, quando superou Lewis Hamilton para vencer o GP da Malásia, Max Verstappen esteve sob os holofotes nesta quinta-feira em Suzuka. O desempenho do RBR #33 em Sepang foi elogiado até por Fernando Alonso e representou o ápice da evolução da equipe austríaca no campeonato. Após um início de ano devagar do time comandado por Christian Horner, Verstappen acredita que uma mudança no planejamento para 2018 possa ser eficiente para iniciar o ano em alto nível.

- Acho que apenas algumas coisas diferentes nos procedimentos, talvez não tão tarde com o carro em termos de lançamento. Mas, com certeza, eles aprenderam sobre o que aconteceu neste ano também, com os novos regulamentos. Estou muito confiante de que em 2018 já será muito melhor desde o início.

Apesar da impressionante vitória na Malásia, o ano não tem sido bom para o prodígio holandês da RBR. Em 14 provas até a corrida em Sepang, Verstappen tinha completado apenas sete, sendo um terceiro lugar na China seu melhor resultado. O triunfo, segundo na carreira, era o gás que o piloto de 20 anos precisava em uma temporada em que está 84 pontos atrás do companheiro de equipe Daniel Ricciardo. Mais aliviado, ele afirma que o time aprendeu com os erros e espera que no ano seguinte já comece em ponto de brigar por vitórias.

- Acho que aprendemos nossas lições e espero que no próximo ano possamos começar bem de imediato, muito competitivos. É um carro completamente diferente em termos de equilíbrio. É muito mais completo. As primeiras corridas eram realmente imprevisíveis e realmente, muito difícil de configurar. Agora está mais alinhado com o que é previsto, e isso sempre é muito positivo. Você pode ver que estávamos muito atrasados. Algumas corridas ficamos um minuto atrás.

Max Verstappen tem contrato com a RBR até o final de 2019, mas já está na mira da atual tricampeã mundial de construtores: a Mercedes. Durante programa em que participava na estação de rádio da rede inglesa BBC, Kevin Eason, repórter do jornal "The Times" afirmou que as conversas entre o time alemão e o holandês estão com "meio caminho andado" e que a RBR "precisa de um carro vencedor muito rapidamente" se quiser manter seu prodígio no cockpit do carro #33.

Globo Esporte