quarta-feira, 25 de outubro de 2017

"Não existe tradição e camisa na 4ª divisão", diz Pinho em chegada ao Comercial

(Foto: Reprodução)


As 29 participações na elite do Campeonato Paulista ou os 106 anos de existência darão mais peso à participação do Comercial na quarta divisão do Campeonato Paulista de 2018. Mas um peso negativo, na visão de Pinho, apresentado nesta segunda-feira como técnico do Leão do Norte no Palma Travassos. Com o clube rebaixado na Série A3 neste ano, ele participará do último nível do futebol estadual pela primeira vez em sua história.

- O Comercial entra com a responsabilidade de tentar sair dessa divisão, pelo nome. Muitos outros clubes não tem essa responsabilidade, essa preocupação de sair desesperadamente dessa divisão. Às vezes sobe uma equipe que ninguém esperava. Não existe favoritismo na quarta divisão. Os lugares não são bons, as cidades, os campos, as arbitragens, tudo é complicado. Todo mundo fica igual e todo mundo tem dificuldade - analisa o experiente treinador de 72 e com seis acessos na chamada “Segundona”, apelido da quarta divisão.

E é com essa vivência nas divisões inferiores do futebol paulista que Pinho chega com a missão de fazer com que o Comercial tenha uma “rápida estadia” pela última divisão estadual, só que para isso, logo em seu primeiro discurso como técnico do Leão, já deixou claro que uma de suas missões será aliviar a pressão de um clube que foi rebaixado três vezes nos últimos quatro anos.

- Daqui para frente não vale nada de tradição, camisa. Essa divisão é diferente. Tem que correr, marcar, tem que atacar, ter coração, muita disposição e vontade de vencer - comentou o treinador, que desde já chama para si a responsabilidade por ter sido escolha unânime entre os comercialinos.

- A alegria é grande, mas estou preocupado. Houve uma grande aceitação do meu nome, pois conheço a divisão, então, por tudo isso, há muito mais responsabilidade - completou.

A previsão é que a quarta divisão do Paulista tenha início em abril de 2018. A montagem do elenco deve ser iniciada em janeiro. Por enquanto, o técnico trabalhará para melhorar a estrutura do Palma Travassos, como reforma do gramado e alojamentos.

Globo Esporte