quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Quase lá: Independiente goleia Nacional no Paraguai e fica com um pé na semi

(Foto: AP)


O Independiente foi até o Defensores del Chaco e deixará o Paraguai com uma situação que só não é perfeita porque a classificação não está selada. O Rojo goleou o Nacional-PAR por 4 a 1 na noite desta quarta-feira, em jogo de ida pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, e está em situação muito tranquila para garantir sua vaga na semifinal. Os argentinos podem até perder por dois gols de diferença que seguirão na briga pelo segundo título do torneio. O duelo de volta é na próxima quinta, dia 2, em Avellaneda.

Com triunfos sobre Cruzeiro, Olimpia e Estudiantes no currículo, o Nacional-PAR tentou se impor. Levou equilíbrio ao duelo com o Independiente até um certo momento, mas não tanto. O Rojo demorou, mas conseguiu ter a posse de bola e dominar o jogo. Aos 27, abriu o placar com Meza. O meia recebeu na direita e chutou cruzado: 1 a 0. Com pouca criatividade, os donos da casa conseguiram o empate em lance de bola parada. Aos 33, Caballero aproveitou cobrança de escanteio e testou para o gol: 1 a 1.

A segunda etapa foi toda argentina. Leandro Fernández, que havia entrado ainda no fim da etapa inicial, fez o segundo dos visitantes após cruzamento de Albertengo da direita. O Nacional até se arriscou. Assustou com chutes de Caballero e Núñez, mas Campaña e a falta de pontaria evitaram o empate dos paraguaios. Os argentinos se aproveitaram. Aos 25, Barco sofreu pênalti, e Leandro Domínguez converteu a cobrança: 3 a 1. Aos 31, em falha da defesa do Tricolor paraguaio, Albertengo tabelou com Leandro Fernández na área do Nacional e fechou o placar: 4 a 1.

O vencedor de Nacional x Independiente enfrenta na semifinal quem passar de Libertad x Racing. É possível que haja um clássico de Avellaneda na próxima fase. No jogo de ida, os paraguaios bateram o rival do Rojo por 1 a 0.

Com o resultado desta quarta, o Independiente pode perder por dois gols de diferença que estará na semifinal da Copa Sul-Americana. Mesmo se perder por 3 a 0, o time argentino avançará por ter feito mais gols fora de casa. O Nacional precisa vencer por quatro gols de diferença ou repetir o placar de 4 a 1 para levar a decisão para os pênaltis. O confronto de volta é no dia 2 de novembro, no Libertadores da América.

Globo Esporte