domingo, 29 de outubro de 2017

Wozniacki derruba Venus Williams e conquista o WTA Finals pela primeira vez

(Foto: Reprodução)


Caroline Woszniacki já havia matado um jejum de sete anos ao voltar à final do WTA Finals. Neste domingo, a dinamarquesa foi além. Número 6 do mundo, a tenista fez um jogo praticamente perfeito diante da veterana Venus Williams, venceu por 2 sets a 0, e conquistou pela primeira vez o título do torneio que encerra a temporada feminina e coloca frente a frente as melhores do ano, desta em tendo como sede a cidade de Cingapura.

Paciente no primeiro set e acelerada no segundo, Wozniacki fez 2 a 0, parciais de 6/4 e 6/4, em 1h29min de duelo. Para Venus, apesar da derrota, a ida à final do WTA Finals mostra que a americana, aos 37 anos e número 5 do mundo, ainda tem lenha para queimar no circuito mundial.

- Estou muito feliz, não foi um jogo fácil, ela trabalhou muito com bolas no meu corpo. Sempre que jogamos é complicado, então estou bem satisfeita com o que consegui fazer e com tudo que entreguei em quadra. Ainda estou em êxtase por esse jogo - disse Wozniacki.

No primeiro set, Wozniacki abriu 3 a 1, mas o jogo tornou a ficar em 3 a 3 com o troco de Venus. Depois, a dinamarquesa quebrou o serviço da rival e deslanchou para colocar 6/4. No segundo set, ela dominou completamente e chegou a colocar 5 a 0. Sem deixar de lutar, a americana trouxe para 5 a 4, levantando a torcida presente em Cingapura, mas Caroline acordou no jogo e conseguiu fechar o set novamente em 6/4, confirmando o título inédito.

A final entre Wozniacki e Venus colocou frente a frente duas gerações do tênis. A dinamarquesa tem 27 anos, dez a menos que a americana. Durante a semana, surgiu nas redes sociais uma foto em que Caroline, ainda uma adolescente, tietava a já consagrada Venus Williams. No reencontro mais importante entre as duas, a juventude levou a melhor, apesar da garra da experiência.

Simona Halep é primeira do mundo

A número 1 do mundo acompanhou tudo da arquibancada. Quando Pliskova caiu para Wozniacki, a romena Simona Halep, também já eliminada, confirmou sua posição ao fim da temporada feminina. Para fazer diferente, a tcheca precisava ser campeã em Cingapura, o que não aconteceu.

Globo Esporte