terça-feira, 21 de novembro de 2017

Impressionado com os próprios números, Joilson valoriza campanha do Oeste

(Foto: Divulgação)


Restando apenas mais um duelo na Série B do Brasileirão, o Oeste não tem mais chances de acesso. Mas a campanha está muito longe de ter sido ruim. Sétimo na tabela e com a possibilidade de terminar a competição em quinto, a equipe paulista surpreendeu muita gente.

É o que pensa o zagueiro Joilson, que atuou em 34 dos 37 compromissos até então. Para ele, poucos acreditavam que o Oeste poderia bater de frente com os favoritos. “Lembro que cheguei aqui um pouco antes do início da Série B e muita gente falava que o Oeste brigaria para não cair, que não tinha elenco. Mas vi que isso não aconteceria logo de cara. Vi que o grupo era muito forte, com vários jogadores de qualidade. Não deu outra. Sei que surpreendemos muita gente. Mas aqui nós acreditávamos. Fizemos uma ótima campanha”, afirmou.

O que realmente surpreendeu o zagueiro de 26 anos foram seus próprios números. Além de ter completado 100 jogos como profissional na última rodada, Joilson fez até então 47 jogos no ano. Mais do que seus quatro anos anteriores somados (46). “Foi algo que realmente me pegou de surpresa. Principalmente porque eu cheguei aqui e já joguei. Quase não fiquei de fora. Tinha feito um bom trabalho na Penapolense e o pessoal do Oeste foi me buscar, acreditou em mim. Joguei bastante e dei minha contribuição. Por mais que o acesso não tenha vindo, esse elenco do Oeste foi guerreiro e merece os parabéns”, disse.

Nessa última rodada, o Oeste recebe o Goiás, em casa. Se vencer e contar com um empate no duelo entre Vila Nova e Londrina, o time paulista encerra a Série B em quinto. “É o que queremos agora. Sabemos que o Goiás é forte e também vai querer se despedir com vitória. Temos que respeitar. Mas nosso objetivo é terminar a competição em casa dando os três pontos ao torcedor. Se der tudo certo e terminarmos em quinto seria ainda mais legal”, finalizou.