sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Inter espera abertura da janela para tentar repatriar Rodrigo Moledo

(Foto: Divulgação)


Enquanto tenta definir o sucessor de Guto Ferreira para liderar o time em 2018, o Inter analisa o mercado para encorpar o grupo. E um velho conhecido da torcida é o desejo da direção para a zaga. Rodrigo Moledo volta aos planos como a aposta para dar solidez ao sistema defensivo.

A força no corpo a corpo e a bola aérea, qualidades do zagueiro, são vistos pela cúpula como trunfos para corrigir os problemas apresentados ao longo da temporada. Além do laço com o clube e torcida em um momento de reafirmação do Colorado, com a volta à elite do futebol brasileiro.

O jogador de 30 anos tem vínculo com o Panathinaikos (no qual reencontrou o bom futebol e figuruo na seleção do campeonato por dois anos consecutivos) até junho da próxima temporada. Em janeiro, quando reabre a janela de transferências, poderá assinar pré-contrato com qualquer equipe.

O clube grego passa por um momento de complicação financeira e tal cenário poderia facilitar a liberação para o clube gaúcho. O Inter, quando negociou Moledo em janeiro de 2016, manteve 25% dos seus direitos

A direção colorada adota a cautela nas tratativas. Isso por que, em outras duas oportunidades, as conversas não prosperaram. E também por causa da concorrência de outros mercados. O defensor tem sondagens do futebol turco e italiano.

Enquanto as direções de Inter e Panathinaikos discutem, Moledo segue a rotina de treinos. Neste domingo, o zagueiro estará em campo para disputar o clássico com o AEK. Pelo Colorado, soma 91 duelos, com cinco gols marcados. Todos em sua primeira passagem pelo clube gaúcho.

Globo Esporte