domingo, 5 de novembro de 2017

Jesus sai do banco para marcar, e City vence o Arsenal com atuação segura

(Foto: Getty Images)


O Manchester City de Pep Guardiola mostrou que poucos devem ser os adversários que lhe darão trabalho nesta temporada. Com uma atuação segura, os Citizens venceram o Arsenal por 3 a 1, neste domingo, jogando em casa, e chegaram à 15ª vitória em 17 partidas na temporada 2017/18. De Bruyne, Agüero e Gabriel Jesus, saindo do banco, marcaram para os anfitriões, e Lacazette fez para os Gunners.

O triunfo neste domingo faz com que o Manchester City encerre a 11ª rodada do Campeonato Inglês com tranquilidade na liderança. Os Citizens agora têm 31 pontos e podem ficar com oito de vantagem para o vice-líder United, que pega o Chelsea ainda hoje. O Arseanl cai para a sexta colocação, sendo ultrapassado pelo Liverpool, que têm os mesmos 19 pontos e quatro gols de saldo dos Gunners, mas um gol marcado a mais.

O City confirmou seu favoritismo para o jogo desde o começo, quando controlou a posse de bola e criou as melhores oportunidades, dando trabalho à zaga do Arsenal e a Petr Cech, que parou chute de De Bruyne instantes antes de o belga abrir o placar. O Arsenal tentou reagir ainda no primeiro tempo, mas continuou sofrendo com a velocidade adversária. Os visitantes só tiveram uma boa chance de marcar nos acréscimos, quando chute de Ramsey parou em grande defesa de Ederson.

No começo do segundo tempo, os Citizens foram se mantiveram no ataque, mas também contaram com lances polêmicos para assegurar a vitória. Logo aos três minutos, o time ampliou com Agüero batendo pênalti duvidoso. E, após Lacazette diminuir para os Gunners, Gabriel Jesus balançou as redes recebendo cruzamento de David Silva, que estava em posição irregular. A partir daí, o Arsenal não mostrou força para buscar o empate, e o City administrou o placar.

Campeão nacional com Barcelona e Bayern de Munique em seis oportunidades, Guardiola jamais teve um início de temporada tão bom. Com 10 vitórias e um empate, o treinador tem 31 pontos conquistados nas 11 primeiras rodadas da Premier League - o melhor retrospecto em tal amostra na carreira.

Globo Esporte