segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Pirlo anuncia aposentadoria do futebol após eliminação do New York na MLS

(Foto: AFP)


Mais um dos jogadores que marcaram época na última década decidiu parar. Atuando pelo New York FC, Pirlo resolveu anunciar a aposentadoria após a eliminação de sua equipe da MLS, contra o Columbus Crew. O jogador fez o anúncio em suas redes sociais nesta segunda-feira (6).

Na publicação divulgada em seu perfil pessoal, Pirlo faz questão de agradecer todos aqueles envolvidos durante o período em que esteve no clube, além de ressaltar a importância dos familiares, companheiros de time e torcedores nos 22 anos de carreira.

Apesar do anúncio de Pirlo, a aposentadoria do veterano de 38 anos já era conhecida pelo público. Em outubro, o italiano deu entrevista à "Gazzetta dello Sport" e, na ocasião, projetou sua despedida dos gramados para dezembro.

O principal motivo de sua parada é a dor constante que sente no joelho direito. Na conversa com o jornal italiano, Pirlo disse que não tem mais cartilagem na rótula, e afirmou que não consegue treinar como fazia anteriormente.

Nas redes sociais, o New York FC fez questão de agradecer ao jogador pelo tempo que passou na equipe. Primeiro, com uma foto e a legenda #GrazieMaestro (obrigado, Maestro, em tradução do italiano). Depois, com um comunicado oficial, em que relembra a trajetória do meia e parabeniza pela "incrível carreira".

Pirlo começou sua carreira no Brescia, em 1995. Após três anos no clube, saiu em 1998 para atuar na Inter de Milão. No entanto, ele não conseguiu se firmar na equipe nerazzurri e foi emprestado para dois clubes: o Reggina (1999/00) e o próprio Brescia (2000/01). Sem receber novas chances no time principal, foi vendido ao Milan, em junho de 2001.

Pela equipe rossonera, Pirlo começou seu caminho para se tornar um dos grandes meias dos últimos tempos. Apesar de ter feito apenas 18 partidas na primeira temporada, logo se firmou e tornou-se um dos destaques do time, que viria a conquistar títulos em sequência nos anos seguintes. Além de levantar a liga italiana por duas vezes (2003/04 e 2010/11), conquistou a Copa da Itália (2002/03), a Supercopa (2004) e duas Champions (2002/03 e 2006/07).

Em 2011, o Maestro deixou o Milan e rumou para a Juventus. Com sua experiência, foi importante para os quatro títulos italianos conquistados em sequência pelo time, entre 2011/12 e 2014/15. No total, foram 164 partidas pela equipe de Turim, com 19 gols marcados. Já com 36 anos, decidiu deixar a Juve e rumar para os Estados Unidos, onde ajudou a consolidar o New York FC na MLS.

O craque também foi um dos principais destaques da seleção italiana durante a última década. Ele atuou pela Azzurra entre 2002 e 2015, e fez 13 gols nas 116 partidas que disputou. Seu principal momento pela equipe foi na Copa do Mundo de 2006, conquistada pela Itália. Na ocasião, ele foi eleito para o "All-Star Team" da competição, e recebeu a bola de bronze do torneio. Além disso, foi o 9º colocado na disputa da Bola de Ouro.

Última partida na MLS. Como meu tempo no NYFC chegou ao fim, gostaria de dizer algumas poucas palavras. Eu quero agradecer a todos pela bondade e pelo apoio que me mostraram nessa incrível cidade. Muito obrigado aos incríveis torcedores, obrigado para a comissão técnica e a todos que trabalham por trás das cortinas, obrigado aos meus companheiros de equipe.

Não só minha aventura em Nova York chega ao fim, mas também minha jornada como um jogador de futebol. É por isso que eu quero aproveitar a oportunidade para agradecer a minha família e meus filhos pelo apoio e amor que eles sempre me deram, todos os times pelos quais eu tive a honra de jogar, todo colega de time que eu tive o prazer de jogar ao lado, todas as pessoas que fizeram minha carreira ser incrível e, por último, mas não menos importante, para todos os fãs ao redor do mundo que sempre me mostraram carinho. Vocês sempre estarão ao meu lado e no meu coração.

Globo Esporte