sábado, 9 de dezembro de 2017

Inter segura pressão da Juve, empata em Turim, e Napoli pode assumir liderança

(Foto: Reuters)


Se alguém pode lamentar o 0 a 0 deste sábado entre Juventus e Inter, é a Velha Senhora. A Juve dominou. Insistiu. Criou as melhores chances do jogo. Mas não superou Handanovic e também esbarrou em sua falta de pontaria na partida, disputada em seu estádio, em Turim. Os nerazzurri, por sua vez, saem satisfeitos. Com o empate, mantêm a liderança e a distância para o rival, embora possam ser ultrapassados pelo Napoli, que neste domingo enfrenta a Fiorentina.

Um chute para fora de Brozovic aos 39 minutos do segundo tempo. Essa foi a primeira finalização da Inter de Milão em toda a partida. Os líderes do Calcio apostaram na marcação. No contra-ataque. Luciano Spalletti foi conservador e preferiu não perder. E conseguiu. A Juve foi melhor em toda a partida. Perdeu incrível oportunidade com Mandzukic aos oito minutos da primeira etapa, parou em Handanovic em chutes de Khedira, também no primeiro tempo, e de Asamoah, na segunda etapa. E viu Mandzukic cabecer no travessão no final da primeira etapa. Mas não balançou as redes. Melhor para a Inter. E para o Napoli, que pode ser líder.

A Inter chega aos 40 pontos e continua na liderança do Campeonato Italiano. A Juve tem 38 e assume momentaneamente a segunda posição. O Napoli, por sua vez, recebe a Fiorentina neste domingo e, se vencer, irá aos 41 pontos e assumirá a ponta do torneio. O time de Milão encara a Udinese, em casa, na próxima rodada, e a Juve visita o Bologna.

Os artilheiros de ambas as equipes estiveram apagados. Na Juve, Dybala, autor de 12 gols no Campeonato Italiano, foi reserva. Higuaín, o camisa 9 e dono de nove gols no torneio, finalizou apenas uma vez em todo o jogo. Icardi, artilheiro do campeonato com 16 gols pela Inter, deixou o campo com apenas um chute travado. Quem foi destaque, então? Mandzukic e Cuadrado produziram bastante pela Juve. Handanovic fez boas defesas. E Miranda brilhou. O zagueiro brasileiro foi firme nas bolas aéreas, anulou Higuaín, teve calma na saída de bola e fez bons desarmes. Mostrou tranquilidade e firmeza.

Globo Esporte