domingo, 10 de dezembro de 2017

Inter tem prejuízo na Série B e pede suplementação de R$ 26 milhões

 (Foto: Eduardo Deconto)


O Inter vai terminar o ano de 2017, literalmente, no vermelho. A disputa da Série B deu prejuízo ao clube, que pediu uma suplementação orçamentária de R$ 26 milhões. O pedido ainda terá de ser analisado pelo Conselho Deliberativo do clube.

O montante serve para acertar as contas imediatas e oxigenar a caixa para o final de 2017 e o início da próxima temporada. Algo que não chega a ser novidade nos últimos anos do clube.

Porém, neste ano, os problemas decorreram em razão da presença na Série B. A participação no campeonato fez o time perder receitas de patrocinadores, além de ver a receita das bilhetiras diminuir, em função de promoções para lotar o Beira-Rio.

A incursão na segunda divisão também retirou o Colorado dos holofotes, tornando mais difícil a valorização e venda de jogadores. Durante a temporada, apenas William foi vendido para o Wolfsburg, da Alemanha. Mesmo assim, por um valor de aproximadamente R$ 14,6 milhões.

A dificuldade financeira do Inter foi um obstáculo enfrentado ao longo da temporada. A gestão encabeçada por Marcelo Medeiros assumiu o clube com vencimentos atrasados. Até conseguiu acertar os salários, mas seguiu com pouco orçamento para investimentos mais vultosos.

Enquanto busca o equilíbrio das finanças, a cúpula trabalha para reforçar o grupo de Odair Hellmann. Até o momento, já foram anunciados três reforços: o centroavante Roger, que estava no Botafogo, além do lateral-direito Juan e do volante Gabriel Dias, que disputarm a Série B por Boa Esporte e Paraná, respectivamente.

Globo Esporte