quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Abel Braga critica número de substituições no Carioca

(Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)


O Fluminense usou os reservas e garotos da base na estreia do Campeonato Carioca, mas acabou derrotado pelo Boavista. O técnico Abel Braga criticou a mudança na regra, que permite ao time fazer cinco substituições em três paradas possíveis.

“A federação é ótima. É brilhante. Não está vendo a confusão das substituições agora? Hoje eu poderia botar 12 no banco. Tem jogos que você não pode botar 12 no banco. Sabe por quê? Porque tem banco que não cabe 12. Então você tem que botar sete, como na regra anterior. Já viu isso? Dois regulamentos. Um você tem 12 no banco, outro você tem sete. Aqui é tudo maravilhoso, o negócio é meio mágico. Vamos seguir. Eu tenho que me preocupar em fazer meu time jogar mais”, disse.

Abel Braga elogiou a atuação da equipe, principalmente pelas circunstâncias da partida. A delegação do Fluminense chegou dos Estados Unidos no mesmo dia da partida. Jogadores que seriam utilizados pelo treinador acabaram ficando no Rio. No entanto, o comandante afirmou que, para o clássico contra o Botafogo, a preparação será normal.

“Sou otimista e estou confiante. Imagina o jogador olhar o treinador e ver que ele não está passando confiança. Eu não tenho medo de nada no futebol não. Vou tentar fazer o máximo para ajudar o clube e ajudar o torcedor a ficar feliz. Meu jogador tem que competir mais. Hoje foi surreal a logística para jogar. Sábado, não tem desculpa não”, declarou.

O Fluminense volta a campo neste sábado, contra o Botafogo, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca. Para está partida, o técnico Abel Braga adiantou que vai escalar o que tem de melhor em busca da reabilitação na Taça Guanabara.

Gazeta Esportiva