sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Alfinetadas: Saída de Coutinho encarece mercado e aumenta disputa entre clubes

Coutinho chega ao Barcelona em 2018 (Foto: Reprodução)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


Como dito anteriormente, o investimento do PSG em cima de Neymar refletiu, ao menos por enquanto, na negociação entre Liverpool e Barcelona por Philippe Coutinho. O clube inglês não mediu esforços para segurar o jogador, mas pediu um alto investimento, sabendo da “bolada” que o clube espanhol ganhou com a negociação com o clube francês.

As negociações só mostram como o mercado enriqueceu de tal maneira que hoje será difícil ver fáceis transferências. Por mais que Coutinho desejasse ir para o Barcelona, a visão de maior notoriedade e “enriquecimento rápido” são fatores que pesam na hora de uma decisão.

Será difícil ver jogadores que apenas defenderão um clube ou passarão muito tempo em uma equipe. Casos com de Totti na Roma são e serão raros, principalmente se o atleta tiver um grande futebol. A rotatividade também é maior, ainda mais quando um clube “se vende” mais do que o outro. É bem mais rentável estar no Barcelona do que no Liverpool, atualmente, por exemplo.

O mercado cresceu em todos os sentidos e as disputas entre os clubes ganharam destaques como nunca. Até mesmo os jogadores de base são alvos das equipes muito antes de irem para o profissional. Vinicius Junior passou pouco tempo no Flamengo e já buscou ares na Espanha. É incrível como o poder aquisitivo e persuasivo dos dirigentes para “se livrarem” de um atleta e encher o bolso de nota é nítido no mercado futebolístico.

O mercado chega a assustar as vezes, mas isso é só o resultado previsto há muito tempo. São apenas reflexos.

Liverpool quer segurar Firmino por um bom tempo (Foto: Reprodução)