quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Com autoridade, Federer derrota alemão, vai à terceira fase e segue na busca do hexa

 (Foto: Scott Barbour/Getty Images)


Maior campeão de Grand Slam da história do tênis masculino, são 19 conquistas, Roger Federer está na terceira rodada do Aberto da Austrália. Nesta quinta-feira, ele derrotou o alemão Jan-Lennard Struff, 55º do ranking mundial, por 3 a 0, parciais de 6/4, 6/4 e 7/6 (7-4), e irá enfrentar na terceira fase o francês Richard Gasquet, cabeça de chave número 29.

É a 19ª vez seguida que Federer atinge a terceira rodada do Aberto da Austrália. Desde 2000, ele avança pelo menos duas fases na competição. No período, foram cinco títulos, inclusive o do ano passado, além de um vice, em 2010, e outras sete eliminações na semifinal. Já Jan-Lennard Struff já tinha conseguido, ao avançar de fase, sua melhor campanha no Aberto da Austrália.

Nos números, o suíço conseguiu 17 aces e cometeu apenas uma dupla-falta, enquanto o alemão fez sete pontos de saque, e cinco duplas-faltas. Os dois conseguiram quase o mesmo número de winners, 36 para o suíço, 35 para o alemão.

O alemão começou o jogo com bons winners, mantendo seu saque duas vezes, levando o empate em 2 a 2. No quinto game, porém, com uma linda passada, Federer conseguiu a quebra e abriu 3 a 2. Depois, manteve seu saque com tranquilidade até fechar em 6/4.

Na segunda parcial, Struff seguiu mantendo sua regularidade e conseguia confirmar seus serviços. Mas, em seu saque, Federer não dava chances ao rival. Quando o set estava 3 a 3, o suíço, com mais uma bela passada, quebrou o rival, abriu 4 a 3 e encaminhou o triunfo na parcial. No fim, 6/4.

No terceiro set, Struff salvou três breaks logo no segundo game de saque, e se manteve vivo na parcial. Em seguida, Federer cedeu, pela primeira vez na partida, e o alemão esteve com vantagem pela primeira vez na partida. Mas o suíço devolveu no game seguinte, aproveitando-se de uma dupla falta e um erro do adversário.

No 5 a 5, Struff cometeu dois erros, inclusive uma dupla-falta, mas conseguiu salvar dois breaks, e abriu 6 a 5. Roger matou o game em menos de um minuto, e o duelo foi para o tie-break. Ali, o alemão começou com mais uma dupla-falta, chegou a recuperar-se no placar, mas, em outro erro, deixou o suíço ter a vantagem de novo. No fim, 7/4.

Globo Esporte