terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Mata-mata, 16 clubes e jogos durante a Copa: o projeto da Primeira Liga para 2018

 (Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina Esporte Clube)


As próximas semanas prometem ser decisivas para a realização da terceira edição da Primeira Liga. Assumindo a presidência da associação no lugar de Gilvan de Pinho Tavares, Marcus Salum, que também é presidente do América-MG, apontou qual deverá ser o formato e as datas a ser utilizadas para que a competição possa ocorrer em 2018. Segundo ele, o projeto a ser apresentado aos associados é diferente do que vinha ocorrendo.

Serão 16 clubes: 10 da Série A e seis da B, como ocorreu em 2017. Entretanto, os times não serão mais divididos em quatro grupos, mas participarão de uma competição de mata-mata.

- Todo mundo sabe que na Primeira Liga só podem participar os clubes da Série A e da Série B. Então, teremos 10 times da Série A e seis da Série B. Nós vamos fazer uma reunião dia 5 (de fevereiro), depois do arbitral no Rio de Janeiro, para a gente definir o modelo de Copa. Nós estamos mandando um projeto, mudando de campeonato para Copa da Primeira Liga. Seriam oitavas, quartas, semifinal e final. Tudo mata mata com oito datas - disse Salum.

A ideia é, por causa da Copa do Mundo, fazer uma competição mais curta, em um tempo menos justamente na época do Mundial.

-- Provavelmente para 2019 e 2020, nós vamos fazer um estudo, acertar as datas com a CBF. Em 18, vamos fazer um modelo mais enxuto na época da Copa do Mundo. Tudo ainda é um embrião de uma ideia que vai ser resolvida na reunião. Tenho esperança que, em um prazo de um ano, possa projetar 19 e 20 com uma condição melhor para motivar os clubes. Mas é um projeto, depende de pegar o de acordo com os clubes, conversar com a emissora que tivemos a primeira conversa, conversar também com a CBF, com todos os setores envolvidos. Para um grande entendimento, você precisa ter uma ideia - explicou Marcus Salum.

Criada em 2016, a Primeira Liga viveu momentos complicados nas duas primeiras edições, com a maioria dos clubes escalando equipes reservas. O presidente disse que já conversou com a maioria dos clubes que vão participar.

- Tranquilamente (vão participar). Já conversei com todos os clubes do Brasil. Já comecei a conversar com o Cruzeiro, vamos conversar amanhã (terça-feira) para acertar tudo. Já conversei com o Atlético-MG, Grêmio, Fluminense e Internacional, entre outros.

Globo Esporte