quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Após expulsão na Recopa, comentarista vê importância do VAR no combate à violência

(Foto: Reprodução)


O árbitro de vídeo voltou a ser protagonista no jogo de volta da Recopa Sul-Americana. Na partida, em que o Grêmio venceu o Independiente nos pênaltis e conquistou a taça da competição sul-americana, o zagueiro Amorebieta foi expulso após dar entrada violenta em Luan, do Grêmio, mas o cartão vermelho só veio após o árbitro, Enrique Cáceres, consultar o replay na beira do gramado.

O uso da tecnologia virou assunto no programa Redação SporTV, que contou com a presença de Sérgio Xavier Filho e Eduardo Éboli, além da participação de Diogo Olivier, direto de Porto Alegre, que destacaram a importância do recurso para coibir as jogadas violentas dentro de campo.

- Eu acho emblemáticos esses dois jogos em finais contra argentinos, que tem sempre aquele lance da catimba, de dois jogadores expulsos em lances idênticos. Porque é uma ideia de que o árbitro de vídeo pode acabar com a violência numa certa medida. Lance assim, que no passado da Libertadores existia muito, vai ficar complicado de fazer agora - disse Olivier.

A expulsão aconteceu na reta final do primeiro tempo. Amorebieta e Luan entraram em uma dividida e o defensor venezuelano, após isolar a bola, deixou as travas da chuteira no peito do atacante gremista. Em um primeiro momento, o árbitro não deu cartão ao jogador do Independiente, mas, após consultar o vídeo, optou pelo vermelho.

- Esse lance não renderia um cartão vermelho em uma competição como a Libertadores se não fosse o árbitro de vídeo. Acho que ao vivo o árbitro não expulsa ninguém por um lance como esse, que o sujeito chuta a bola e depois deixa o pé - afirmou Sérgio Xavier Filho.

No confronto, foram duas expulsões por lances violentos após consulta ao árbitro de vídeo. Na primeira partida, na Argentina, o atacante Emmanuel Gigliotti foi mais cedo para o vestiário após dar uma cotovelada no zagueiro Kanneman. Assim como na última quarta-feira, o cartão vermelho só foi assinalado após consulta ao recurso eletrônico.

Globo Esporte