domingo, 25 de fevereiro de 2018

Até 2022! Coreias lado a lado, drones e fogos marcam cerimônia de encerramento

(Foto: Reprodução)


Uma festa bonita e com muita música pop. Assim pode ser analisada a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, realizada na manhã deste domingo, no horário de Brasília, que marcou o fim da 23ª edição do evento. Atletas da Coreia do Norte e Sul entrando juntos e uma bela imagem formada por drones marcaram a festa, que contou com as presenças do presidente da Coreia do Sul,Moon Jae-in, de Ivanka Trump, filha do presidente dos Estados Unidos, e Kim Yong Chol, vice-diretor no Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte. O prefeito de PyeongChang, Sim Jae Kook, entregou a bandeira olímpica para Jining Chen, prefeito de Pequim, sede da próxima edição dos Jogos.

Os atletas das Coreias do Sul e do Norte entraram juntos no estádio. Os anfitriões estavam em número muito maior, até porque eram mais de cem participantes contra apenas 22 dos norte-coreanos, mas a "comissão de frente" foi formada pelos dois países. Nas mãos dos atletas, eram vistas três bandeiras nas mãos dos atletas: Coreia do Sul, Coreia do Norte e a da península da Coreia.

Um dos momentos mais bonitos da cerimônia foi a formação, com drones, da imagem do mascote dos Jogos Olímpicos com um coração em volta dele. As luzes se transformaram depois em um coração.

Como costuma acontecer em cerimônias de encerramento, tivemos premiações. Foram entregues as medalhas da prova do cross country 30km, disputada na madrugada de domingo, no horário de Brasília, e dos 50km masculino. O hino da Noruega tocou em homenagem a vencedora Marit Bjoergen. Minutos depois, para Livo Niskaen, ouro no masculino, foi tocado o hino finlandês.

Ao contrário do que acontece na abertura, no encerramento não há anúncio país por país. Os atletas vão entrando no estádio e fazendo a festa. Muitos, inclusive, vão com a medalha conquistada nos Jogos no peito, caso da italiana Arianna Fontana.

A festa também contou com música ao vivo. Yang Tae-hwan fez a performance que, em alguns momentos, levantou o público. Depois, CL, estrela do KPop e fenômeno mundial, faz seu show e anima as arquibancadas com um espetáculo de luzes e dança. Por fim, Exo, outro fenômeno local, se apresentou e levantou o público.

Para homenagear a China, país da próxima Olimpíada, os sul-coreanos fizeram uma apresentação cheia de luzes, com ursos pandas patinando. E a homenagem durou oito minutos, número considerado da sorte na China.

Globo Esporte