segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Joga sem parar: Marcos Guilherme atinge marca de 33 anos no São Paulo

 (Foto: Marcos Ribolli)


Marcos Guilherme continua somando jogos com a camisa do São Paulo. E seguidos! Desde que estreou, em julho do ano passado, o atacante atuou 29 vezes sem ficar suspenso nem machucado ou ser poupado.

Segundo o site oficial do São Paulo, fazia 33 anos que um estreante não atuava tanto sem parar. Em 1985, Éder Taino completou as mesmas 29 partidas consecutivas desde a primeira.

– Fico extremamente feliz com essa marca, principalmente como torcedor são-paulino desde a infância, porque sempre foi o meu grande sonho poder defender o clube. Vivo uma boa sequência na equipe, sempre em alta intensidade, e espero permanecer assim por mais tempo – disse o atacante de 22 anos ao site do clube.

Marcos Guilherme agora é o 19º desse ranking, empatado com Taino (1985) e Pita (1984). O próximo que pode ser igualado pelo atacante é Florindo, do início dos anos 1940, que jogou 30 vezes seguidas desde a estreia. No topo da lista está Friedenreich, com 71 partidas, na década de 30.

A trajetória

A estreia de Marcos Guilherme foi contra o Botafogo, no Engenhão, naquela virada histórica por 4 a 3 no Campeonato Brasileiro de 2017. A última partida, na quarta passada, na vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino, pelo Paulista.

Mesmo na primeira rodada do Paulistão de 2018, em que os titulares e até alguns reservas mais experientes foram poupados, Marcos Guilherme entrou no segundo tempo. Dos 29 jogos pelo São Paulo, ele foi titular em 25, com sete gols.

Emprestado pelo Dínamo Zagreb, da Croácia, até o fim deste ano, Marcos Guilherme tem se tornado cada vez mais protagonista da equipe de Dorival Júnior, principalmente por ter características raras no elenco: velocidade e profundidade para chegar à linha de fundo.

Na próxima quinta-feira, o São Paulo enfrentará o CSA, em Alagoas, em jogo único pela segunda fase da Copa do Brasil – em caso de empate, haverá pênaltis. Provavelmente, será a 30ª participação seguida Marcos Guilherme.

Globo Esporte