sábado, 17 de fevereiro de 2018

Seleção brasileira negocia amistoso contra a Croácia antes da Copa do Mundo

(Foto: Reuters)


A Croácia tem boas chances de ser uma das adversárias da seleção brasileira nos últimos amistosos antes da Copa do Mundo. As duas federações negociam uma partida no dia 3 de junho, a duas semanas da estreia da equipe treinada por Tite, contra a Suíça.

A comissão técnica da Seleção vê com bons olhos o jogo diante dos croatas. Primeiro por ser um rival de alto nível, com jogadores como Modric e Rakitic, titulares de Real Madrid e Barcelona, respectivamente. E também por identificar nessa equipe semelhanças com Suíça e principalmente Sérvia, duas seleções europeias que estão com o Brasil no Grupo E do Mundial.

O jogo pode marcar o retorno de Philippe Coutinho ao Anfield, estádio do Liverpool, cotado para ser o palco do amistoso. O meia se transferiu para o Barcelona no início de 2018, algo desejado por ele desde o meio da temporada passada, o que gerou insatisfação entre os torcedores do Liverpool.

A seleção brasileira disputará dois ou três amistosos já com o grupo da Copa do Mundo formado, após a convocação, que será feita no início de maio. Ao contrário do que ocorreu em edições anteriores, quando a opção foi por adversários frágeis, como Zimbábue, Tanzânia e Panamá, dessa vez Tite quer partidas de alto nível, preferencialmente contra países que disputarão o Mundial.

A intenção da CBF é marcar os amistosos para os dias 3 e 10 de junho, ambos na Europa. Há ainda a possibilidade de uma partida no dia 27 de maio, no Brasil, mas a comissão técnica ainda não tem segurança de que isso seria positivo para criar as melhores condições físicas aos jogadores.

Curiosamente, Brasil e Croácia abriram a Copa do Mundo de 2014, em São Paulo. Os brasileiros venceram por 3 a 1, com dois gols de Neymar e um de Oscar. Marcelo fez contra para os croatas.

Globo Esporte