sábado, 24 de março de 2018

Jogo na Segundona da Argentina tem mais de 100 detidos e expulsão após voadora

 (Foto: Reprodução/TyC Sports)


Los Andes e Brown de Adrogué fizeram um confronto sangrento neste sábado, pela Segundona da Argentina. Uma confusão entre torcidas da equipe da casa, o Los Andes, e uma entrada criminosa de um atacante do time visitante marcaram a partida, que aconteceu no estádio Eduardo Gallardón, em Lomas de Zamora, na grande Buenos Aires.

Ainda na primeira etapa, aos 15 minutos, o jogo foi interrompido por quase 12 minutos. Uma briga generalizada entre barras bravas (como são conhecidas as torcidas organizadas na Argentina) do Los Andes se estendeu por grande parte da arquibancada principal do estádio. Pedras e garrafas eram atiradas de ambos os lados.

A polícia entrou em cena para interromper a confusão e não hesitou em utilizar balas de borracha. O saldo da briga é de mais de 100 detidos, segundo o jornal “Clarín”, de ambas as facções que se enfrentaram.

Depois que a partida recomeçou, o atacante Minadevino, do Brown de Adrogué, também protagonizou um lance violento. Aos 28 minutos da primeira etapa, ele ergueu o pé e cravou as travas de sua chuteira esquerda no rosto de Turraca, volante capitão do Los Andes. O árbitro Bruno Bocca logo mostrou o cartão vermelho a Minadevino.

Os jogadores da equipe visitante ensaiaram uma reclamação, mas recuaram quando viram sinais de sangue em Turraca. O jogador do Los Andes foi atendido, cobriu o rosto e seguiu no jogo. Foi substituído aos 23 minutos da segunda etapa.

Em tempo: o Los Andes venceu a partida por 2 a 0, com dois gols do atacante Fabricio Lenci. O Los Andes é o 13º na Segundona da Argentina, com 25 pontos, e o Brown de Adrogué é o 12º, com 26. O líder é o Atlético de Rafaela, com 31 pontos em 19 jogos.

Globo Esporte