LeBron faz 13º triplo-duplo na temporada, mas não evita derrota dos Cavs

(Foto: Reprodução)


Após ser derrotado em casa na última quinta-feira para o Philadelphia 76ers da dupla Joel Embiid e Ben Simmons, o Cleveland Cavaliers voltou a jogar diante de sua torcida, e sob pressão. O adversário não era simples de ser derrubado: o Denver Nuggets, oitavo colocado na Conferência Oeste, e que há dois jogos, conta com o retorno do ala-pivô Paul Millsap, um dos mais versáteis jogadores da NBA. No entanto, quem comandou o ataque do time visitante e deu à torcida dos Cavs uma segunda frustração em três dias, foi Gary Harris. O ala-armador teve performance fenomenal com 32 pontos, garantindo a vitória dos Nuggets por 126 a 117. Com 25 pontos, 10 rebotes e 15 assistências, LeBron James anotou seu 68º triplo-duplo na carreira, 13º na temporada, mas viu sua equipe deixar a quadra derrotada.

LeBron magistral na distribuição, mas a defesa...

Com LeBron James atuando como principal elemento facilitador no início do jogo, os Cavs conseguiuram fazer um quarto inicial equilibrado diante do forte ataque dos Nuggets, donos da quarta melhor eficiência defensiva da NBA em fevereiro. Foram 5 assistências de King James só no primeiro período. Em um início de partida em que os ataques levaram vantagem sobre as defesas, o Denver conseguiu aproveitar as várias falhas defensivas do Cleveland, e foi para o segundo quarto com 37 a 31 no placar.

Larry Nance Jr. contra "todos"

O roteiro do segundo quarto foi muito semelhante ao do primeiro. O Denver manteve seu forte jogo coletivo, apoiado em boa movimentação de bola, e teve a dupla Gary Harris e Will Barton, vindo do banco de reservas, como principais forças ofensivas. Outros reservas como Richard Jefferson, Mason Plumlee e Malik Beasley não comprometeram quando entraram. No lado dos Cavs, no entanto, enquanto LeBron descansava, apenas Larry Nance Jr. conseguiu produzir com consistência no ataque. O ala-pivô foi para o intervalo com 14 pontos e 5 rebotes na conta, apenas um ponto a menos que LeBron àquela altura. Em uma das cestas, Larry Nance Jr. cravou sem piedade em cima de Mason Plumlee, levantando a torcida anfitriã. Quem foi para o vestiário sorrindo, no entanto, foi o Denver Nuggetts, que com um aproveitamento de 59% dos arremessos de quadra no primeiro tempo, colocou 73 a 62 no placar.

Erro no fim e Harris impiedoso

Na volta do intervalo, o Denver não cedeu e continuou impecável no aproveitamento de seus arremessos de quadra. O que deu à partida um bom toque de eletricidade foi a postura do Cleveland, que se mostrou mais ativo em situações de transição, e J. R. Smith, que apareceu para o jogo. Após ter dominado os holofotes no final da semana por ter jogado uma tigela de sopa no assistente técnico Damon Jones, o ala-armador voltou de suspensão e trouxe muita energia e assertividade para sua equipe no terceiro período, anotando 9 pontos na parcial. Smith manteve um alto aproveitamento de seus arremessos no quarto final, e LeBron James seguiu impecável na distribuição de assistências. Do outro, a dupla Gary Harris e Will Barton tirou o pé do acelerador, resultado do bom trabalho defensivo dos Cavs. A menos de dois minutos para o fim, Gary Harris voltou a roubar a cena com uma bola para três pontos crucial. No lance seguinte, a apenas 1:36 do fim, um erro de George Hill ao tentar receber um passe de LeBron, deixou a vitória dos Nuggets encaminhada. A diferença, àquela altura, já era de 9 pontos. E a equipe do Colorado não teve dificuldade em assegurar a vitória por 126 a 117.

O ala-armador Jordan Clarkson precisava de apenas um ponto para atingir a barreira dos 4 mil pontos na carreira. Marcou 11 na partida e comemorou a nova marca pessoal.

Em 3 de março de 2014, há exatos 4 anos, LeBron James marcou 61 pontos pelo Miami Heat em vitória sobre o Charlotte Bobcats. Foi a maior pontuação da carreira do rei. Relembre!

Cavs na estrada

Depois de enfrentar o Detroit em casa na próxima segunda, o Cleveland fará seis jogos seguidos fora de casa: contra os Nuggets (7 de março), Los Angeles Clippers, (9 de março), Los Angeles Lakers (11 de março), Phoenix Suns (13 de março), Portland Trail Blazers (15 de março) and Chicago Bulls (17 de março).

Campanhas
Cavs: 37v, 25d (3º do Leste)
Nuggets: 34v, 29d (8º do Oeste)

Próximos jogos
Cavs: contra os Pistons, segunda 05/03, em casa
Nuggets: contra os Mavericks, terça 06/03, fora de casa

Grizzlies perdem fôlego no fim, e sofrem 13ª derrota seguida diante do Magic

Foi o jogo do penúltimo colocado do leste contra o último do oeste. E entre situações tão ingratas na tabela de classificação, o Memphis tinha um motivo a mais para estar mordido. Eram 12 derrotas seguidas. A equipe do Tennessee enfrentou fora de casa o Orlando Magic, que teve jogadores em noite de inspiração como Nikola Vucevic, Aaron Gordon e Evan Fournier. Determinado a dar um basta em sua incômoda série negativa, os Grizzlies fizeram um jogo equilibrado contra o Orlando Magic, e sem inconsistências nos três primeiros quartos. Mas na última parcial, o ataque despencou de rendimento e o Memphis caiu para a equipe da Flórida. O pivô Nikola Vucevic e o ala-armador Evan Fournier foram os destaques do Magic com 19 pontos cada. O Orlando é penúltimo no leste, e o Memphis, segue na lanterna do oeste.

Campanhas
Magic: 20v, 43d (14º do Leste)
Grizzlies: 18v, 44d (15º do Oeste)

Próximos jogos
Magic: contra o Jazz, segunda 05/03, fora de casa
Grizzlies: contra os Spurs, segunda 05/03, fora de casa

Com forte jogo coletivo, Miami Heat se impõe em casa e vence os Pistons

Miami Heat e Detroit Pistons entraram em quadra vivendo situações muito semelhantes na tabela da Conferência Leste. Ambas as equipes brigam "no bolo” que abre a zona de classificação. Outra semelhança: ambos os times vinham de sete derrotas nos últimos dez jogos. Ou seja, uma vitória seria crucial para marcar território na briga pelas últimas vagas do leste. E com um grande jogo coletivo, o Heat conseguiu a vitória por 105 a 96. Seis jogadores do Miami cruzaram a barreira dos dígitos duplos, com destaque para o ala-rmador Josh Richardson e para o ala-pivô Kelly Olynyk, que marcaram 17 pontos cada. O pivô Hassan Whiteside também fez grande jogo, com 19 rebotes. Com um segundo período ofensivamente fraco e quase nenhum impacto dos coadjuvantes em todo o jogo, os Pistons (em 9º) amargam a oitava derrota nos últimos dez jogos, e veem a distância para o Heat (em 8º) aumentar para 4 jogos. Andre Drummond foi o grande destaque da equipe de Michigan, com incríveis 22 pontos, 18 rebotes, 4 roubos de bola e 2 tocos.

Campanhas
Heat: 33v, 30d (8º do Leste)
Pistons: 29v, 34d (9º do Leste)

Próximos jogos
Heat: contra os Suns, segunda 05/03, em casa
Pistons: contra os Cavs, segunda 05/03, fora de casa

Globo Esporte