Romero rompe com agente e deixa futuro no Corinthians nas mãos de irmão

(Foto: Reprodução)


Enquanto o paraguaio Fabián Balbuena aguarda a diretoria do Corinthians se acertar com seus empresários para definir uma renovação contratual, seu compatriota de clube deixa nas mãos da família os próximos passos da carreira.

Aos 25 anos, Ángel Romero rompeu com seu antigo empresário, o também paraguaio Daniel Campo, no fim do ano passado.

Desde então, cabe ao irmão Fernando Romero a função de receber a avaliar propostas. Na última janela, algumas ofertas chegaram diretamente ao atleta, que as repassou ao irmão, residente em Assunção. Será ele o responsável por, nos próximos meses, negociar uma renovação com o Corinthians.

Com contrato até 14 de julho de 2019, Romero ainda não foi procurado pela diretoria.

Há quatro anos, o empresário brasileiro Beto Rappa bancou a compra total do jogador do Cerro Porteño por cerca de 3 milhões de dólares (R$ 6,7 milhões, na época).

Sem pagar nada no ato, o Timão ficou com 20% dos direitos econômicos de Romero, enquanto Beto Rappa manteve 80% – a legislação da Fifa, na época, ainda permitia.

Dono de 20%, o Corinthians tem direito a comprar mais 30% por R$ 2 milhões, valor fixado em contrato ainda em 2014, no ato da contratação. Por enquanto, o clube não sinalizou o desejo.

Bicampeão brasileiro e campeão paulista, Romero soma 172 jogos e 27 gols pelo clube alvinegro. Ele é o artilheiro da Arena Corinthians, com 21 gols.

Globo Esporte