WTorre prepara gramado para Palmeiras voltar ao Palestra Itália

(Foto: Reprodução/Twitter)


Na próxima segunda-feira, a torcida alviverde completará 18 dias sem frequentar o estádio Palestra Itália. O tempo poderia ser ainda maior, não fosse a reforma do gramado feita pela WTorre para permitir que o clube encara o São Caetano, às 20h30 (de Brasília), pelo Campeonato Paulista.

A troca do gramado começou na última quinta-feira, um dia após a sequência de mega shows no estádio. Pelos palcos do local, passaram Phil Collins, Queens of The Stone Age e Foo Fighters.

No procedimento, que custa cerca de R$ 300 mil à WTorre, administradora do estádio, e foi inspirado na Amsterdam Arena, do Ajax, na Holanda, todo o piso é retirado e substituído por um tapete natural – mantido em uma fazenda na cidade de Tremembé, interior de São Paulo. Assim, as extensas placas de grama permanecem presas após o um rolo passar sobre as mesmas.

O gramado do Allianz Parque foi alvo de críticas nas últimas temporadas. Devido a grande quantidade de shows realizados na arena, por muitas vezes o campo ficava danificado e atrapalhava a ação dos jogadores do Palmeiras.

Gazeta Esportiva