sábado, 14 de abril de 2018

Na véspera da abertura, palco da estreia do Brasil na Copa ainda passa por obras

(Foto: Reprodução)


É uma casa considerada pronta pela Fifa e pelo Comitê Organizador Local da Copa do Mundo. Mas ela ainda precisa ser colocada em ordem. O estádio de Rostov on Don, palco do jogo de estreia da seleção brasileira no Mundial da Rússia, será inaugurado oficialmente neste domingo. Dois meses antes de receber o jogo entre Brasil e Suíça, em 17 de junho, válido pela primeira rodada do Grupo E, ele vai abrigar uma partida do Campeonato Russo.

O Rostov, time da cidade, enfrentará o SKA Khabarovsk, às 13h (de Brasília). Depois, outras duas partidas serão realizadas, dias 29 de abril e 13 de maio. O Rostov enfrentará as equipes russas Tosno e Ural, respectivamente.

A reportagem do GloboEsporte.com esteve no local neste sábado, véspera da primeira partida. Não entramos no estádio, mas imagens recentes mostram que tudo está pronto na parte interna. Do lado de fora, porém, há muito trabalho a fazer. Operários não descansam, e as máquinas funcionam a todo o vapor para pavimentar a área.

Outro detalhe possível de observar do lado de fora: as placas que orientam sobre os setores da arena estão apenas em russo. Não há sinalização em inglês, por exemplo. Ao menos por ora.

Para o primeiro evento-teste, a capacidade máxima será de 13 mil torcedores e todos os ingressos estão esgotados. Na segunda partida, a arena será testada com 30 mil pessoas. E, no último teste, serão utilizados os 45 mil lugares.

O Estádio de Rostov foi construído especialmente para a Copa do Mundo e depois do Mundial será utilizado pelo clube que leva o nome da cidade. Na Copa, além do jogo do entre Brasil e Suíça, vai receber mais quatro partidas: Uruguai x Arábia Saudita, Coreia do Sul x México, Islândia x Croácia e um jogo das oitavas de final.

Globo Esporte