sexta-feira, 20 de abril de 2018

Nadal atropela Thiem com direito a "pneu" e pega Dimitrov na semi de Monte Carlo

(Foto: Reprodução)


Assim como em Roland Garros, Rafael Nadal é "rei" em Monte Carlo. E, nesta sexta-feira, ele mostrou por quê foi campeão 10 vezes do torneio Masters 1000 disputado no saibro. Diante de Dominic Thiem (7º do ranking), o atual número 1 do mundo não tomou conhecimento do adversário e cedeu apenas dois games em todo o jogo, sacramentando a vitória por 2 sets a 0, parciais de 6/0 e 6/2, em apenas 1h08 de jogo.

Por uma vaga na decisão, Nadal encara Grigor Dimitrov (5º), que bateu David Goffin (10º) também nesta sexta. Diante do búlgaro, o espanhol tem um excelente desempenho, com 10 vitórias e apenas uma derrota. Em 2013, os dois se enfrentaram em Monte Carlo nas quartas de final, com triunfo do atual número 1 do mundo por 2 sets a 1.

O jogo

Desde o início da partida, Rafael Nadal deu mostras de que Dominic Thiem teria muita dificuldade para sequer equilibrar o confronto. Firme no saque e muito agressivo nas devoluções, o espanhol praticamente não errava e colocava o austríaco em muita dificuldade em todos os pontos. Com uma quebra logo de cara e 3/0 no set, o número 1 do mundo jogou uma pressão enorme para o outro lado. Thiem lutava e chegou a salvar cinco break points no quarto game, mas a segunda quebra desestabilizou completamente o austríaco, que não resistiu mais e levou um "pneu", perdendo por 6/0.

No segundo set, Nadal seguiu imprimindo um ritmo muito forte e, mais uma vez, abriu com quebra para cima de Thiem. O austríaco somava muitos erros não forçados, enquanto o espanhol praticamente não errava. Quando enfim fez seu primeiro game, já em 3/1 na parcial, Thiem se mostrou mais tranquilo em quadra, mas já era tarde para iniciar uma reação. Sem baixar o ritmo com seu serviço, Nadal não deu chances e, com uma nova quebra no último game, fechou o jogo em 6/2.

Num jogo entre os amigos Grigor Dimitrov e David Goffin, o búlgaro deu um presente de grego para o companheiro. Além da vitória por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/6 (5), que o levou para a semifinal da chave de simples, o atual número 5 do mundo ainda anunciou desistência do torneio de duplas, onde disputaria as quartas de final ao lado do próprio Goffin. Assim, o belga deixa a competição em definitivo.

Na partida desta sexta-feira, Dimitrov e Goffin fizeram um confronto equilibrado. No primeiro set, o búlgaro abriu uma quebra de vantagem no sexto game e chegou a sacar para o set em 5/3, quando Goffin devolveu o break. Rapidamente, Dimitrov se recuperou e, com uma nova quebra, fechou a parcial em 6/4.

O segundo set teve o belga como protagonista no início, com duas quebras e abrindo logo 5/1. No entanto, Dimitrov se recuperou no set e chegou a salvar três set points antes de conseguir a segunda quebra e empatar a parcial em 5/5. A decisão ficou para o tie-break, onde o búlgaro esteve melhor na reta final, conseguindo um mini break de vantagem no 6-4 e vencendo o jogo no segundo match point por 7-5.

Globo Esporte