terça-feira, 3 de abril de 2018

Polícia veta, e MP quer que Corinthians ou Palmeiras mude data de treino aberto

 (Foto: Tossiro Neto)


O Ministério Público de São Paulo irá sugerir que Palmeiras ou Corinthians mude a data dos treinos abertos que planejam para o sábado, véspera da final do Campeonato Paulista. A intenção dos clubes de realizar atividades para torcedores em seus estádios esbarra na Polícia Militar, que vetará os eventos por causa dos riscos à segurança.

O Major Alexandre Vilariço, do 2º Batalhão de Choque, responsável pelo policiamento em eventos esportivos, disse ao GloboEsporte.com que foi consultado pelos dois clubes – o Palmeiras havia prometido protocolar pedido de segurança ainda nesta segunda-feira.

Ele, porém, apontou que não há condições de aprovar a realização dos treinos, previstos para a manhã do sábado.

– São torcidas de grande rivalidade, há uma série de preocupações, como a rede de transporte – afirmou, lembrando que os dois estádios ficam nos extremos de uma mesma linha de metrô, a Linha 3-Vermelha.

– Um dos dois vai ter que ceder, vai ter que mudar o dia – completou.

Essa será a sugestão do Ministério Público. O promotor Paulo Castilho conversará com os presidentes de Corinthians, Palmeiras e da Federação Paulista de Futebol. A intenção é de que um dos dois clubes faça a atividade aberta na sexta-feira.

A decisão do estadual será no domingo, às 16h, no estádio do Palmeiras. Os donos da casa têm vantagem e serão campeões com um empate – venceram o jogo de ida, em Itaquera, por 1 a 0. O Corinthians precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. Se devolver a diferença, a definição será nos pênaltis.

Globo Esporte