sábado, 28 de abril de 2018

Processo de R$ 151 mil pode fazer Palma Travassos ir a leilão novamente

(Foto: Gabriel Lopes / Comercial FC)


O estádio Palma Travassos pode ir a leilão pela quarta vez. A justiça determinou a penhora do local por conta de dívidas com o INSS. O processo é de 2002.

O débito atualizado da ação é de R$ 151 mil, porém, o estádio comercialino, segundo informação do clube, está avaliado em R$ 39 milhões. De acordo com o presidente Ademir Chiari, o departamento jurídico do Leão do Norte trabalha no caso para evitar que seu patrimônio vá novamente a leilão.

– Mais uma vez estão tentando o leilão. Sabem que o estádio é tombado e não acredito que haverá lance por ele – comentou.

A previsão é que a partir do dia 7 de maio, às 11h, os lances pelo estádio possam ser dados pela internet. A área da Joia tem 35 mil metros quadrados.

Tombamento

Em julho de 2017, o Palma Travassos teve seu tombamento aprovado pela Câmara Municipal de Ribeirão Preto. Apesar disso, o clube não livra seu principal patrimônio de ações na justiça, porém, à época, o então presidente Brenno Spinelli disse que a decisão da Câmara poderia inibir ou dificultar novas tentativas de arrematar a Joia em leilão.

– Há mais rigor, órgãos controladores, já que é um patrimônio do município. Caso o Palma Travassos fosse arrematado em algum leilão, o local teria que manter suas características históricas, e é claro que isso inibe possíveis lances ou empresários interessados. Isso é bom para o clube, nós temos que preservar o que é nosso – comentou Spinelli na ocasião.

A última vez que o estádio foi a leilão aconteceu em maio de 2017, por conta de uma dívida de R$ 3 milhões com a Caixa Econômica Federal. Na ocasião, não houve lance pelo local.

Globo Esporte