segunda-feira, 7 de maio de 2018

Aniversariante, Chris Paul comanda vitória e Rockets abrem 3 a 1 contra o Jazz

(Foto: Reprodução)


Do alto de seu status de melhor campanha da temporada regular, o Houston Rockets de James Harden e companhia queria provar nesse domingo que a derrota no jogo 2 na série contra o Utah Jazz foi apenas um deslize. A marca registrada do time texano na semifinal de Conferência tem sido a imposição de um ritmo ofensivo alucinante, aliada a uma defesa sólida na primeira metade dos jogos. E novamente, os Rockets se valeram dessa artimanha para derrubar o Jazz por 100 a 87, e abrir vantagem de 3 a 1 no confronto.

O grande destaque da noite foi a dupla James Harden (24 pontos) e o aniversariante do dia, Chris Paul (27 pontos, 12 rebotes e 6 assistências). O calouro Donovan Mitchell faz boa partida, mas seus 25 pontos não foram suficientes para intimidar o Houston. O brasileiro Raulzinho (9 pontos) entrou bem no último período, mas assim como Mitchell, pouco pôde fazer para evitar a derrota. O quinto jogo da série acontece na terça-feira, às 21h, no Texas.

O jogo

1º Quarto: Harden inspirado e Exum fator surpresa. Querendo a vitória para se manter vivo na série, o Jazz começou com muita intensidade defensiva. Rudy Gobert conseguiu dois tocos seguidos logo na primeira posse dos Rockets. Defesa por defesa, a dos Rockets também sabe ser sufocante quando necessário, e assim o time vermelho, com Harden no comando ofensivo (14 pontos no quarto), se manteve à frente no placar por todo o primeiro período.

Outro fator para a superioridade do Jazz foram os rebotes ofensivos. Com o calouro Donovan Mitchell sem espaço, a surpresa no lado do time anfitrião foi o australiano Dante Exum, que depois que ao substituir Royce O'Neale por causa de uma lesão, entrou muito bem e anotou 9 pontos na parcial. Mesmo assim, o furioso ataque dos Rockets seguraram a liderança com alguma folga: 30 a 23 ao fim do período.

2º Quarto: Muita defesa, Harden discreto e Mitchell desperta. No segundo período, o banco dos Rockets puxado por Gerald Green começou afiado no ataque, aumentando a vantagem do time vermelho para 15 pontos. A defesa do Jazz bem que funcionou no início da parcial, mas com o ataque sem sucesso, a vantagem dos Rockets foi mantida. Àquela altura, o time anfitrião perdia a batalha pelos rebotes e tinha dificuldades nos arremessos para 3 pontos.

Com Capela reinando nos rebotes ofensivos, os Rockets aparentavam ter voltado a ser o time que venceu 65 jogos na temporada regular, tornando a missão do Utah duríssima. Ao apostar no jogo de transição, o Utah chegou a reduzir a vantagem dos Rockets para 9 pontos a 4 minutos do fim do primeiro tempo. Foi aí que despertou Donovan Mitchell, o calouro sensação. Ele marcou 8 pontos nos últimos 2 minutos da parcial. Mesmo assim, o Houston foi para o intervalo vencendo por 58 a 48.

3º Quarto: Ataque do Jazz em apuros e Rockets mandando no jogo. Na volta do intervalo, enquanto os Rockets converteram três arremessos em sequência, o Jazz tinha dificuldades com a defesa do adversário. O baixo aproveitamento nas bolas de três pontos era um calcanhar de Aquiles para os comandados de Quin Snyder. Assim, o Houston não teve dificuldades em manter uma vantagem na casa dos 10 pontos por praticamente toda a parcial. Depois de ter explodido no 2º quarto, Mitchell pouco apareceu na parcial seguinte. Exum, que vinha bem no jogo, saiu com uma lesão muscular, deixando as circunstâncias ainda mais delicadas para o Jazz. Ao fim do 3º período, os Rockets venciam por 79 a 65.

4º Quarto: Raulzinho entra bem, Mitchell tenta reação do Jazz, mas com festival de tocos de Capela, Houston abre 3 a 1. Um bom início de último quarto com participação do brasileiro Raulzinho rendeu ao Jazz uma redução para 9 pontos na vantagem do Houston. Mitchell reapareceu com seu bom jogo ofensivo, mas uma bola de três pontos de Trevor Ariza a 4:41 do fim, recolocou a vantagem dos Rockets em 10 pontos. Com Clint Capela monstruoso, distribuindo tocos no garrafão, o Houston deixou sua vitória bem encaminhada. Capela se tornou o único jogador nos últimos 20 anos com 5 tocos nos últimos 3 minutos de uma partida na NBA. Final, 100 a 87 para o time do Texas, que fica a uma vitória da final do Oeste.

Panorama da série

(1º) Houston Rockets 3 x 1 Utah Jazz (5º)

Jogo 1 - 29/4 - Rockets 110 x 96 Jazz

Jogo 2 - 2/5 - Rockets 108 x 116 Jazz

Jogo 3 - 4/5 - Jazz 92 x 113 Rockets

Jogo 4 - 6/5 - Jazz 87 x 100 Rockets

Jogo 5 - 8/5 - Rockets x Jazz, 21h (ESPN)

Jogo 6 - 10/5 - Jazz x Rockets, a definir - se necessário

Jogo 7 - 14/5 - Rockets x Jazz, a definir - se necessário

Globo Esporte