Maurício Noriega e Gilvan Ribeiro discutem Copa do Mundo em bate-papo sobre jornalismo esportivo

(Foto: Nicholas Araujo)

Por Nicholas Araujo
Ribeirão Preto, SP


Os jornalistas Maurício Noriega, do SporTV, e Gilvan Ribeiro participaram de um bate-papo sobre jornalismo esportivo na noite dessa segunda-feira (7), no Auditório Meira Júnior, em Ribeirão Preto (SP). Promovido pela assessoria Outras Palavras, em comemoração aos seus 21 anos, o encontro debateu assuntos como Copa do Mundo, Neymar e Seleção Brasileira.

Com a participação de alunos de jornalismo das faculdades de Ribeirão Preto, jornalistas, autoridades e convidados, o evento teve como tema principal o jornalismo esportivo em ano de Copa do Mundo e as mudanças tecnológicas e de pensamento que modificaram os meios de comunicação atualmente. Gilvan destacou que, antigamente, o contato entre jornalista e jogador era mais humano. “Hoje o jogador fala apenas o que quer e é blindado pelo assessor de imprensa”, comenta.

Além disso, os jornalistas comentaram sobre Neymar e suas saídas de Santos e Barcelona. Noriega não concordou com o jeito que o jogador foi para a Europa, além de jogar o Mundial de Clubes já vendido para o clube espanhol. “O Neymar se sente maior que o PSG. O clube não tem tradição como o Barcelona”. Gilvan acrescentou ainda. “Disseram que sua ida para a França é um meio de ser contratado pelo Real Madrid. Se isso realmente acontecer, a situação foi errada desde o começo”, disse.

Outro ponto importante abordado foi a chegada de Tite a seleção brasileira. Segundo Noriega, o clima melhorou com a chegada do ex-técnico do Corinthians. “Hoje você tem diálogo. Na época de Dunga, antes de 2014, o clima era pesado e o técnico não falava direito com a imprensa”.

Copa do Mundo

Maurício Noriega concedeu uma entrevista exclusiva para o Blog do Esporte, onde falou sobre a Copa na Rússia e a cobertura do SporTV para o evento esportivo. Além da grande estrutura que está sendo produzida, o comentarista disse que a programação será intensa e com a presença de todas as plataformas digitais, incluindo as redes sociais.

O jornalista comentou a honra de participado da cobertura de uma Copa do Mundo e Olimpíada, que para ele é o grande patamar na carreira de um jornalista de esportes, mas apontou o Mundial como o maior espetáculo. “A Copa do Mundo é especial, tem uma coisa. Como espetáculo, a atmosfera é maravilhosa e todo mundo que estava aqui no Brasil percebeu isso”. 

“A chegada da comunicação vamos dizer democrática, a comunicação mais fácil pelas redes sociais e a internet de uma forma geral, ainda não foi muito bem compreendida por nós jornalistas e também pelas pessoas que são nosso objeto de trabalho. Estamos passando por um processo muito rápido de alteração. Você com celular transmite uma tragédia, um atentado terrorista. A produção da notícia ficou diferente e acho que todo mundo está aprendendo a lidar com isso, mas há uma ferramenta que a tecnologia não substitui que é o jornalista”, destacou Noriega.

O bate-papo teve a mediação do jornalista Murilo Pinheiro. Os ingressos foram trocados por litros de leite, que serão doados para a creche Modelo do bairro Vila Virgínia, zona oeste de Ribeirão.

Gilvan e Noriega ao lado de Murilo Pinheiro e Ana Cândida (Foto: Nicholas Araujo)

Público presente (Foto: Nicholas Araujo)

(Foto: Nicholas Araujo)