segunda-feira, 25 de junho de 2018

Federação afasta membros da comissão envolvidos em confusão contra a Suécia

(Foto: REUTERS/Hannah McKay)


A confusão após o gol de Kroos na vitória da Alemanha sobre a Suécia por 2 a 1 não custou barato para alguns membros da comissão técnica alemã. A Federação de Futebol da Alemanha afastou Ulrich Voigt e Georg Behlau, acusados de se dirigirem ao banco do adversário, depois do tento salvador que deu a vitória aos alemães, provocarem os rivais. Os suecos reagiram e a situação passou perto de terminar em uma briga generalizada. Os dois funcionário não poderão desempenhar suas funções na partida contra a Coreia do Sul, na quarta.

"Independentemente de qual decisão a Comissão Disciplinar da Fifa tomar, a Federaçãode Futebol da Alemanha anuncia hoje que os dois funcionários não terão qualquer função na próxima partida", afirma a federação em seu site.

A Fifa já tinha anunciado que um processo disciplinar será aberto contra os dois funcionários da federação alemã.

"O Comitê Disciplinar da Fifa abriu processo disciplinar contra os membros da comissão alemã Ulrich Voigt e Georg Behlau pelos incidentes no fim da partida entre Alemanha e Suíça", escreveu a Fifa em comunicado.

Treinador da Suécia arruma maior confusão no banco após derrota para a Alemanha
Na ocasião, o treinador sueco, Janne Andersson, se revoltou com a situação e precisou ser contido por outros integrantes da Suécia para evitar uma briga generalizada.

- Alguns dos líderes do time da Alemanha comemoraram correndo na nossa direção e fazendo gestos. E isso me deixou muito irritado, as outras pessoas do nosso banco também ficaram bastante incomodadas. Nós imaginamos que após 95 minutos, com o apito final, você aperta as mãos e vai embora. Então fiquei muito irritado com isso - explicou o treinador.

Através de de sua conta no Twitter, a Federação de Futebol da Alemanha pediu desculpas à Suécia pelo comportamento de alguns integrantes da comissão técnica.

- Foi um jogo emocional. No final, uma ou outra reação ou gesto de nossos supervisores em relação ao banco sueco foi muito emocional. Esse não é o nosso estilo, pedimos desculpas ao treinador sueco e à sua equipe. Ursäkta! – diz o comunicado encerrado com um formal pedidos de desculpa em sueco.

Sem os dois funcionários, a Alemanha volta a campo contra a Coreia do Sul, na quarta, às 11h (de Brasília), na Arena Kazan.

Globo Esporte