terça-feira, 5 de junho de 2018

NBA avança no país e os finalistas de 2018 estão entre os favoritos dos brasileiros

(Foto: Reprodução)


A NBA vem despertando cada vez mais o interesse dos brasileiros. De acordo com dados do Sponsorlink, pesquisa IBOPE Repucom sobre hábitos e comportamento dos fãs de esportes, o interesse dos brasileiros pelo campeonato obteve um salto de 17% entre 2016 e 2017. Na onda mais recente do estudo, 21,1 milhões de pessoas se declaram fãs da NBA, o que representa 27% da população brasileira conectada.

O perfil médio do fã do torneio é formado predominantemente por jovens, do gênero masculino, com renda intermediária e concentrado nas regiões sudeste e nordeste. Comparando o perfil dos fãs de da NBA entre as ondas de 2016 e 2017, nota-se uma variação de crescimento de 8% no interesse registrado entre as mulheres, passando de 39% em 2016 para 42% na onda atual. Outro crescimento relevante ocorreu entre os fãs da região Sudeste, com alta de 11% entre 2016 e a edição atual do estudo.

A pesquisa também destaca a fidelidade dos fãs do evento ao longo de toda temporada. Dentre os fãs do torneio, 81% declararam sempre acompanhar os jogos da temporada regular da liga, e não somente os play-offs. Entre os times preferidos dos fãs do torneio, os atuais finalistas estão entre os quatro mais citados. O Chicago Bulls lidera na preferência com 29% dos fãs do torneio, seguido por Los Angeles Lakers (16%), Cleveland Cavaliers (13%) e Golden State Warriors (12%).

Com as finais de 2018, os Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers se igualam ao Boston Celtics, Miami Heat e Los Angeles Lakers como os únicos clubes a marcarem presença em quatro ou mais finais seguidas na história da NBA.

"A NBA é um torneio de alto rendimento, sobretudo para os patrocinadores e parceiros do torneio. Prova disso é que mais de 80% dos fãs da NBA lembram de alguma marca quando pensam em basquete e para 89% deles não há melhor forma de entretenimento no esporte do que os jogos da NBA. Fatores como o aumento da oferta de canais transmitindo o torneio e a intensa digitalização do esporte dos últimos anos ampliam cada vez mais o alcance das ativações dos patrocinadores e a popularidade entre os brasileiros", comenta José Colagrossi, diretor executivo do IBOPE Repucom.