terça-feira, 26 de junho de 2018

Sem 9 titulares, Croácia elimina a Islândia da Copa do Mundo e "ajuda" a Argentina

(Foto: Reprodução)


À Croácia, cabia esperar. Afinal, quem precisava do resultado era a Islândia. Mesmo só com dois titulares - Modric e Perisic -, os croatas levaram o jogo com tranquilidade, souberam segurar a pressão e, com poucos mas precisos ataques, venceram por 2 a 1 a Islândia, nesta terça-feira, em Rostov, e confirmaram a classificação para as oitavas de final. Já os islandeses se despediram de sua primeira participação numa Copa do Mundo com um ponto somado em três partidas.

Com 100% de aproveitamento no Grupo D, a Croácia se classificou em primeiro lugar e vai enfrentar a Dinamarca nas oitavas de final. A partida será neste domingo, às 15h (de Brasília), na cidade de Nizhny Novgorod.

Nos últimos dias, os croatas se irritaram com as perguntas de jornalistas sobre uma possível facilitação aos islandeses para eliminar a Argentina. Mas o que se viu foi o contrário. Os reservas da Croácia jogaram de forma séria e acabaram facilitando a missão do time de Messi. A Islândia era um concorrente direto pela segunda vaga do grupo.

Fraca tecnicamente, a primeira etapa teve a Islândia procurando o ataque, mas esbarrando na fraca qualidade técnica de seus jogadores. Os islandeses pararam no goleiro Kalinic que garantiu o 0 a 0 até o intervalo. O resultado parcial era ruim para os islandeses, já que naquele momento a Argentina vencia a Nigéria em São Petersburgo.

Por conta disso, era natural que a Islândia fosse mais agressiva depois do intervalo, mas isso abriu espaços para a Croácia. Logo depois de acertar o travessão, Badelj abriu o placar para os croatas. Sabendo do empate da Nigéria com a Argentina, a Islândia passou a pressionar muito e empatou com um gol de pênalti de Sigurdsson. Desesperados pela virada, os vikings se mandaram para o ataque, mas se esqueceram de que do outro lado havia um time recheado de jogadores que atuam nos principais clubes da Europa. Resultado: Perisic, da Inter de Milão, marcou o gol que decretou a vitória da Croácia.

Mesmo decepcionados com a eliminação na primeira fase, os torcedores da islândia que estiveram no estádio fizeram questão de agradecer aos jogadores que realizaram o feito histórico. O elenco, ainda abalado, com uma eliminação que por pouco não foi uma classificação, retribuiu o carinho.

Mesmo com um time desfigurado - já que a ideia foi poupar os jogadores pendurados -, a Croácia fechou sua participação na primeira fase com a melhor campanha até aqui: três vitórias, sete gols marcados e apenas um sofrido. Agora enfrenta a Dinamarca nas oitavas e chega mais perto de ao menos igualar sua melhor campanha em Copas - terceiro lugar em 1998.

Globo Esporte